FaceBook Twitter Google+
Início » Eventos de Cinema Gratuito
Programação gratuita do Cinema do CIC - Julho de 2017



Quando: 27 Julho 2017, Quinta-feira
Onde: Centro Integrado de Cultura (CIC)
Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica
Quanto: Gratuito

Em julho o Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) recebe lançamentos de filmes catarinenses, Mostra Café Preto, Mostra Feminista, cinema nordestino, entre outras produções. As sessões têm entrada gratuita e ocorrem sempre de quinta-feira a domingo, às 20h. A realização é uma parceria da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), administradora do espaço, e da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) campus Pedra Branca.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA PARA JULHO DE 2017:

29 de junho e 1º de julho de 2017 (quinta-feira e sábado), às 20h:

Noites brancas
Direção: Luchino Visconti
Duração: 97 min
País: Itália
Ano: 1957
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Em Livorno, numa noite de inverno, o solitário Mario conhece a ingênua Natalia, que chora à espera de seu grande amor. Nas noites seguintes, Mario apaixona-se por Natalia, sem saber o que o destino reserva para eles. Uma novela de Dostoiévski.

30 de junho e 2 de julho de 2017 (sexta-feira e domingo), às 20h:

Cidade dos sonhos
Direção: David Lynch
Duração: 147 min
País: Estados Unidos e França
Ano: 2001
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Um acidente automobilístico na estrada Mulholland Drive, em Los Angeles, dá início a uma complexa trama que envolve diversos personagens. Rita (Laura Harring) escapa da colisão, mas perde a memória e sai do local rastejando para se esconder em um edifício residencial que é administrado por Coco (Ann Miller). É nesse mesmo prédio que vai morar Betty (Naomi Watts), uma aspirante a atriz recém-chegada à cidade que conhece Rita e tenta ajudar a nova amiga a descobrir sua identidade. Em outra parte da cidade o cineasta Adam Kesher (Justin Theroux), após ser espancado pelo amante da esposa, é roubado pelos sinistros irmãos Castigliane.

6 de julho de 2017 (quinta-feira), às 20h:

Lançamentos Catarinenses

Estranhos prazeres
Direção: GringoStarr
Duração: 15min

O depoimento de Ivo Zimmerman
Direção: Rodrigo Araújo e Thiago Soares
Duração: 35min
Sinopse: Quando o detetive Ivo Zimmerman é contratado pelo agricultor Joaquim Demétrio para investigar eventos ocorridos em sua fazenda, ele se depara com o caso mais perturbador de sua vida. Uma situação extrema que desafia muito além de suas habilidades investigativas epõe em jogo sua própria vida.

7 e 9 de julho de 2017 (sexta-feira e domingo), às 20h:

Danado de bom
Direção: Deby Brennand
Duração: 75min
Ano: 2016
País: Brasil
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: Nascido em Arcoverde, no sertão pernambucano, menino solitário criado pelo pai depois que a mãe foi embora, João Silva descobriu cedo a paixão pelos ritmos nordestinos, como o baião, o xote e o forró. Ainda garoto, decidiu ir para o Rio de Janeiro, para conhecer o ídolo Luiz Gonzaga. Os dois, que a princípio se estranharam, acabaram tornando-se não só grandes amigos, mas parceiros em muitos sucessos, como “Doutor do Baião”, “Nem se despediu de mim” e “Pagode Russo”.

8 de julho de 2017 (sábado), às 19h:

Mostra Café Preto Filmes
Em comemoração ao primeiro ano da produtor a audiovisual Café Preto Filmes, vamos trazer palestras e filmes dedicados ao público catarinense. A primeira palestra,"Mulheres no Cinema" irá aborda igualdade de gênero no sete no mercado audiovisual, e a segunda palestra tem como tema o workflow de edição e finalização profissional de filmes.

Vermelho unissex
Direção: Sérgio Azevedo
Duração: 18min
Ano: 2017
País: Brasil
Sinopse: Vicente vive uma vida dupla, um desejo oculto que gera uma crise no seu casamento com Laura, uma professora de dança. Em meio à rotina do casal, um turbilhão de sons, ritmos e um vestido vermelho, que cabe no corpo dos dois.

A casa morta dos meus avôs
Direção: Leandro Cordeiro
País: Brasil
Sinopse: "A Casa Morta de meus Avós" é sobre a casa dos avós maternos do diretor na colônia Mariental no município da Lapa/PR. Apenas com fotografias da casa dias antes de ser demolida e de arquivos da família, retrata um pouco da história dos descendentes dos alemães Volga que vieram para o Brasil no século XIX.

13 e 15 de julho de 2017 (quinta-feira e sábado), às 20h:

As ruas de Casablanca
Direção: Nabil Ayouch
Duração: 99min
Ano: 2000
País: Marrocos
Sinopse: Ali (Abdelhak Zhayra), Kwita (Mounim Kbab), Omar (Mustapha Hansali) e Boubken (Hicham Moussoune), todos com 12 anos, são meninos de rua em Casablanca. As ruas são sua casa e as pessoas que nelas moram, sua família. Sem ter para onde ir nem onde se esconder, a sobrevivência é um problema cotidiano e a amizade o elo insubstituível que os une. Até que um dia Ali é morto - teve sua vida abreviada por um ato de vingança de uma gangue rival. Seus amigos bem que poderiam abandoná-lo ali, morto, mas decidem dar-lhe o enterro que merecia - o de um rei.

14 e 16 de julho de 2017 (sexta-feira e domingo), às 20h:

O quarto de paredes espessas
Direção: Masaki Kobayashi
Duração: 110min
Ano: 1956
País: Japão
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: O Quarto de Paredes Espessas mostra o drama vivido pelos japoneses acusados por crimes na Segunda Guerra Mundial. Estresse, traumas, esgotamento físico e mental, alucinações e os fantasmas do passado perseguem os presos, que aguardaram durante anos por uma definição política que resolvesse a situação deles. Baseado em relatos de prisioneiros, foi o filme mais controverso e polêmico do diretor Masaki Kobayashi, com uma forte crítica ao sistema militar da época.

Mostra de Cinema Feminista
A programação inclui 15 filmes dirigidos por mulheres, entre curtas e longas, que fizeram parte da 3ª edição da Mostra de Cinema Feminista, realizada em Belo Horizonte no mês de março.

20 de julho de 2017 (quinta-feira), às 20h:
Tema: A mulher e a Cidade

Filhas da Síria
Direção: Stheffany Fernanda
Duração: 3min30seg
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: O curta-metragem narra a história de três mulheres sírias depois da guerra e sua adaptação em um país novo com uma cultura diferente.

Ocupação Hotel Cambridge
Direção: Andrea Mendonça
Duração: 24min
Ano: 2015
País: Brasil
Sinopse: O curta-metragem retrata o funcionamento do movimento de moradia sem teto do Centro da cidade de São Paulo, Frente de Luta Por Moradia (FLM) por meio do cotidiano dos moradores da Ocupação Hotel Cambridge.

O Mais Barulhento Silêncio
Direção: Marcela Moreno
Duração: 15min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Um filme-ensaio composto por quatro relatos de mulheres que foram estupradas por seus parceiros íntimos, homens que elas conheciam. Em um cenário alegórico, elas compartilham suas memórias mais íntimas e dolorosas e refletem sobre o que é ser mulher neste mundo. Este mundo é feito para nós?

Precisamos Falar do Assédio
Direção: Paula Sacchetta
Duração: 80min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Na semana da mulher, uma van-estúdio parou em nove locais em São Paulo e no Rio de Janeiro. O objetivo era coletar depoimentos de mulheres vítimas de qualquer tipo de assédio. Ao todo, 140 decidiram falar. São relatos de mulheres de 15 a 84 anos, de zonas nobres ou periferias das duas cidades, com diferenças e semelhanças na violência que acontece todos os dias e pode se dar dentro de casa, em um beco escuro ou no meio da rua, à luz do dia. O filme traz uma amostra significativa, 26 deles. Nos depoimentos puros, sem qualquer tipo de interlocução, acompanhamos um desabafo, um momento íntimo ou a oportunidade de falarem daquilo pela primeira vez.

21 de julho de 2017 (sexta-feira), às 20h:
Tema: Sexualidade

Diva
Direção: Clara Bastos
Duração: 17min40
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Camila se aproxima das drag queens que habitam a pensão de Bella.

Na Esquina da Minha Rua Favorita com a Tua
Direção: Alice Name-Bomtempo
Duração: 18min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Helena foi ao cinema e conheceu Tainá. Tudo que aconteceu depois foi só um quasee, por algum motivo, não foi. Ou talvez tenha sido.

Arrasa, manx!
Direção: Sofia Amaral
Duração: 15min17
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Um retrato da juventude LGBT da periferia de SãoPaulo. Através das personagens Jasmyn e Edy vamos saber o que essa galera imponderada pensa sobre família, trabalho, preconceito e amor, como lidam com as “tretas” do cotidiano, e o que sonham para o futuro.

Prepara!
Direção: MurielAlves
Duração: 15min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: A história da primeira turma de um curso pré-vestibular voltado para travestis e transexuais narrada através de saltos altos, apliques, canetas, cadernos, preconceitos e sonhos.

Avesso
Direção: Julia Morais
Duração: 08:57min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: As memórias de Teresa nos permitem adentrar no universo underground de Salvador. As suas experiências retratam uma face da juventude da cidade mais negra fora de África e a forma como se apropriam da estética ousada do afropunk. Cercada de pessoas engajadas a romperem os padrões normativos da sociedade, a vida de Teresa permeia temas como gênero, sexualidade, diversidade, raça e empoderamento.

22 de julho de 2017 (sábado), às 20h:
Tema: Feminismo Negro

Antonieta
Direção: Flávia Person
Duração: 15min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: “Antonieta”, um documentário sobre Antonieta de Barros (1901-1952), mulher, negra, professora, cronista, feminista e em 1935 se tornou a primeira negra a assumir um mandato popular no país.

Dandaras: a Força da Mulher Quilombola
Direção: Anna Carolina Fernandes e Amaralina Fernandes
Duração: 30 min
País: Brasil
Ano: 2015
Sinopse: Apresenta as histórias de cinco lideranças quilombolas do Estado de Minas Gerais e suas trajetórias de engajamento.

Lúcida
Direção: Caroline Neves e Fabio Rodrigo
Duração: 16min
Ano: 2015
País: Brasil
Sinopse: Mas eu nem sei se ela tem alguma coisa para cozinhar, porque ela não me fala.

Do que aprendi com minhas mais velhas
Direção: Susan Kalik e Fernanda Júlia
Duração: 26min
Ano: 2017
Pais: Brasil
Sinopse: Do que aprendi com minhas mais velhas é um documentário sobre a fé no Candomblé e como essa fé é transmitida de geração em geração. Um filme onde mulheres importantes no Candomblé da Bahia falam como aprenderam com seus mais velhos e como ensinam seus mais jovens. Um filme sobre tradição, amor e religiosidade.

23 de julho de 2017 (domingo), às 20h:
Tema: Astros

Um andar sobre o mar
Direção: Cris Ventura
Duração: 8min
Ano: 2016
Pais: Brasil
Sinopse: Nosso corpo é nosso mar. Tudo sai e tudo retorna a ele. Nossos corpos são águas em movimento, estado transitório, ambivalente, de incertezas e de escolhas. Espaço primordial que a mente habita, que guarda em si a vida e a morte, a comunhão e a solidão.

Lua em Sagitário
Direção: Marcia Paraiso
Duração: 100min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Ana tem 17 anos e vive em uma pequena cidade na fronteira do Brasil com a Argentina, um lugar sem sinal de celular, sem internet banda larga e sem opções de lazer. Seu refúgio é "A Caverna", um misto de lan house e sebo de livros e discos, tocada pelo misterioso argentino LP. É lá que Ana conhece e se apaixona por Murilo, que nasceu e cresceu em um assentamento da reforma agrária. Esse amor proibido a faz fugir na aventura de cruzar o estado de moto para participar de um festival musical.

27 e 29 de julho de 2017 (quinta-feira e sábado), às 20h:

Fátima pode ser considerada um polo de produção cinematográfica do sertão baiano; todos os anos novos filmes vêm sendo produzidos e divulgados ao público. O responsável pelo feito é Dalmy Ribeiro (mais conhecido como "Mi"), dono de uma videolocadora de filmes piratas (Fátima tem pouco mais de 20.000 habitantes e sequer existe cinema), que por paixão à sétima arte começou a fazer seus próprios filmes.

O cangaceiro mascarado do sertão
Direção: Marta Almeida
Duração: 140min
Ano: 2014
País: Brasil
Sinopse: Mariana (Marta Almeida) presencia a morte de seus pais, Manuel (Zé Arnaldo) e Mariana (Cleide Selma) por jagunços do coronel Francisco (Toinho). A partir daí surge uma sede de vingança aliada à história idêntica dos pais de Jonas (Lucas) surge então no caminho dessa saga um Homem mascarado fazendo justiça com as próprias mãos. A história sertaneja, suas dificuldades e lutas por uma vida melhor. Um filme brasileiro, escrito e dirigido por Dalmy Ribeiro, homenageia alguns idealizadores que marcaram história na cidadede Fátima, no nordeste da Bahia e regiões. “O Cangaceiro mascarado do sertão” é inspirada na verdadeira historia do nosso povo e conta com trilha sonora de artistas genuinamente fatimense.

A vingança de um tropeiro
Direção: Dalmy Ribeiro
Duração: 98min
País: Brasil
Sinopse: Em meio à caatinga nordestina tropeiros viajantes: Jerônimo (Zé Arnaldo), Alfredo (Sabiá) e Biló (Zezinho) são assaltados por bandidos. Surge então no caminhoo justiceiro Fernandes (Dalmy Ribeiro) que presenciou o assassinato de seu pai Zezeca (Zé Amâncio) por bandidos do coronel Venâncio (Toinho). Diante dos fatos o coronel Francisco (Sorria) nomeia quatro mulheres a delegadas: Ana (Marta Almeida), Nalva (Tininha Santana), Catarina (Rosana Souza) e Paula (Vanessa Andrade) para dar um basta no que vem acontecendo na região. Programação gratuita do Cinema do CIC - Julho de 2017

Categorias: Cinema Gratuito, Programação
Deixe seu comentário!
comentários







Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 24 Julho 2017 Aulas gratuitas de Tango no Palácio Cruz e... >> Dança
até 25 Julho 2017 Conferência de Patrimônio Cultural em Risc... >> Educação / Cursos
até 29 Julho 2017 Projeto Museus Virtuais terá 22 sessões gr... >> Exposições
até 07 Agosto 2017 Inscrições para 4,6 mil vagas em cursos gr... >> Educação / Cursos
até 15 Setembro 2017 Passeio Noturno "Floripa Misteriosa&q... >> Especiais / Outros
até 18 Setembro 2017 Inscrições para A Noite É uma Criança – 16... >> Dança
Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter
Buscar