FaceBook Instagram Twitter


Coronavírus: Prefeitura de Florianópolis inicia campanha de vacinação contra H1N1



Quando: a partir de 23 de março
Onde: pontos de vacinação de Florianópolis
Quanto: Gratuito

CORONAVÍRUS - COVID-19

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Saúde, informa que a vacinação de H1N1, que começa esta semana, será destinada aos profissionais de saúde. Além de iniciar a vacinação em casa dos idosos acima de 80 anos ou os que têm alguma dificuldade de locomoção.

A segunda fase da vacinação vai iniciar a partir do dia 30 de março, com pessoas de 60 anos ou mais de idade que deverão receber a vacina influenza, mediante apresentação de documento que comprove a idade. As doses serão oferecidas em outros pontos de vacinação fora dos Centros de Saúde para os idosos que não fizeram parte do primeiro grupo.

As medidas foram tomadas após ampla conversa com a equipe técnica. Isso porque há um entendimento sobre a possibilidade dos casos de Covid-19 atingirem um pico no mês de abril. Se a previsão se confirmar, o contágio deverá acontecer nesta próxima semana. Diante deste estudo técnico a solução mais cabível, é resguardar a saúde dos idosos, público mais vulnerável à doença.

A vacina contra o H1N1, não previne contra o coronavírus, mas, facilita no diagnóstico da doença, além de proteger contra a Gripe Suína. Neste momento pedimos que os idosos fiquem em casa, maneira de melhor proteção deste público.

ATENÇÃO: Não é necessário sair de casa. Cada equipe de saúde de família dos Centros de Saúde, entrará em contato com os idosos com dificuldade de locomoção, ou de 80 anos ou mais para agendamento e vacinação na própria residência.

Confira a nota do prefeito Gean Loureiro na íntegra:

"Pessoal, muita gente tem me perguntado sobre a campanha de vacinação da H1N1 (que não é o Coronavírus), que estava programada para esta semana que inicia.

Então, deixa eu informar alguns pontos.

Em conversa com nossa equipe médica, chegamos à conclusão que não devemos tirar nossos idosos de casa nesse momento. Explico: em abril, há uma grande possibilidade do número de casos de Covid-19 atingir seu pico. Se o pico de doentes é em abril, o pico de contágio deve se dar nessa semana que começa amanhã.

Chegamos a conclusão que não vale a pena tirar essas pessoas da quarentena agora, mesmo que fosse para ir se vacinar em colégios, longe de unidades de saúde. Sair de casa, no atual momento, já é um risco em si, ainda mais para a faixa etária depois dos 60.

Então, me desculpem aqueles que vão ficar chateados, mas vou mais uma vez confiar na minha equipe médica e fazer o que acho certo para proteger o máximo de pessoas possível.

Vamos iniciar nesta semana apenas a vacinação da nossa equipe de saúde, além de iniciar a vacinação EM CASA dos idosos acima de 80 anos e idosos que têm alguma dificuldade de locomoção. O restante dos idosos, acima de 65 anos, será vacinado somente na outra semana, a partir de 30 de março. Essa vacinação se dará nas unidades de educação, drive-thru (onde o idoso não precisa sair do seu carro para ser vacinado), e outros locais que não sejam unidades de saúde.

Lembro a todos que a vacina do H1N1 não protege contra o Coronavírus, mas sim auxilia no diagnóstico mais rápido da doença, além de proteger contra a Gripe Suína. Neste momento, melhor do que qualquer vacinação, manter-se em casa é a melhor proteção que podemos nos oferecer.

Reforçando, então: idosos acima de 80 anos, ou que possuem dificuldade de locomoção, serão contatados por suas equipes da saúde da famílias para agendar a visita e vacina EM SUAS CASAS. Paciência para os demais.

Pensem nos idosos, cuidem dos idosos, protejam os idosos!"


Ações para conter a propagação do vírus


A melhor forma de frear o avanço do coronavírus é a prevenção:

- Caso o paciente apresente os sintomas da doença, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Não procure um hospital. Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações em relação ao tratamento

- Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde

- Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas do coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa

- Idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados e a locais com aglomeração

- Evite viajar se estiver com febre ou tosse

- Evite contato com pessoas que estiverem visivelmente doentes, principalmente com sintomas respiratórios (tosse ou coriza)

- Higienize as mãos frequentemente, seja com água e sabão ou álcool gel

- Evite tocar os olhos, nariz e boca

- Pratique a etiqueta da tosse: ao tossir e espirrar, cubra a boca com lenço descartável ou antebraço. Descarte o lenço imediatamente

- Se você ficar doente durante uma viagem, procurar imediatamente a tripulação ou equipe médica de bordo

- Na viagem, evite a ingestão de alimentos de procedência duvidosa ou inadequadamente preparados

- Evite o contato com animais silvestres ou animais doentes

- Evite que crianças e adolescentes com menos de 14 anos mantenham contato prolongado com pessoas com mais de 65 anos

- Evite a circulação em locais com grande aglomeração de pessoas, inclusive praias, lagos e lagoas

Leia também

Brasil tem 1.546 casos confirmados e 25 mortes por coronavírus em 22 de março

Governo determina suspensão do transporte coletivo, eventos, restaurantes e comércio em geral

Tire suas dúvidas sobre as medidas de restrição impostas pelo Governo
Coronavírus: Prefeitura de Florianópolis inicia campanha de vacinação contra H1N1


Categorias: Especiais / Outros
Deixe seu comentário!







Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 07 Abril 2020 Inscrições para 1.791 vagas em 56 cursos gratuitos de qualificação profissional


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar