FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Agosto 2015
Inscrições para Cursos e Oficinas de Arte do DAC da UFSC - 2015/2



Quando: de 10 a 14 de agosto
Onde: Teatro da UFSC – DAC
Endereço: Praça Santos Dumont, 117 - Trindade

O Departamento Artístico Cultural (DAC) da Secretaria de Cultura (SeCult) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) oferece, para o segundo semestre de 2015, uma série de Cursos e Oficinas Livres de Arte do DAC. As atividades são abertas à participação da comunidade.

As inscrições serão abertas na semana de 10 a 14 de agosto de 2015. Veja abaixo a relação dos cursos e oficinas para este segundo semestre de 2015.

INFORMAÇÕES SOBRE AS INSCRIÇÕES E A RELAÇÃO DE OFICINAS PARA 2015-2
Obs.: As oficinas acontecerão somente se atingido o número mínimo de alunos.
Obs.: Preenchidas as vagas para as Oficinas haverá lista de espera para caso de haver alguma desistência.
Para as inscrições presenciais, fique atento e confira as datas para inscrições conforme o calendário.

OFICINA - DATA - HORÁRIO
VIOLÃO - 10/08/2015 - 10:00 às 17:30 horas
CERÂMICA - 10/08/2015 - 10:00 às 17:30 horas
ARTES VISUAIS - 11/08/2015 - 10:00 às 17:30 horas
FOTOGRAFIA - 12/08/2015 - 10:00 às 17:30 horas
FORMAÇÃO DO OLHAR PAR REALIZAÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS - 12/08/2015 - 10:00 às 17:30 horas
DANÇAS CIRCULARES - 13/08/2015 - 10:00 às 17:30 horas
TEATRO PARA ADOLESCENTES - 10/08/2015 - 14:00 às 17:00 horas
OFICINA PERMANENTE DE TEATRO (OPT) - 11/08/2015 - 20:00 às 22:00 horas
OFICINA DE BONECOS (OPT) - 12/08/2015 - 19:00 às 21:00 horas

SOBRE AS INSCRIÇÕES:

OFICINA DE VIOLÃO (cordas de nylon, sem palheta), dia 10/08/2015 das 10 às 17:30 horas, por ordem de chegada.
Carga Horária: 15 horas
Taxa de Inscrição: 200,00
Turmas: Segundas-feiras
1 Iniciantes: 10:30 às 12:00 horas – 16 vagas – mínimo 12
2 Iniciantes: 13:30 às 15:00 horas – 12 vagas – mínimo 8
3 Avançado*15:10 às 16:40 horas – 12 vagas – mínimo 8
*Para alunos que realizaram a Oficina nos semestres anteriores.
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, até o dia seguinte ao da inscrição.

OFICINA DE CERÂMICA, dia 10/08/2015 das 10 às 17:30 horas, por ordem de chegada.
Carga Horária: 30 horas
Taxa de Inscrição: 200,00
Turmas: Terças-feiras
Módulo II* – 08:00 às 12:00 horas – 10 vagas – mínimo 8
* Para alunos que realizaram a Oficina em semestres anteriores.
Quartas-feiras
Módulo I – Oficina Básica para Iniciantes
1 Iniciantes 09:00 às 12:00 horas – 10 vagas – mínimo 8
2 Iniciantes 13:30 às 16:30 horas – vagas – mínimo 8
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, até o dia seguinte ao da inscrição.

OFICINA DE ARTES VISUAIS, dia 11/08/2015 das 10 às 17:30 horas, por ordem de chegada.
Carga Horária: 30 horas
Taxa de Inscrição: 200,00
Turmas: Quartas-Feiras
1 09:00 às 12:00 horas – 10 vagas mínimo 8
2 14:00 às 17:00 horas – 10 vagas mínimo 8
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, até o dia seguinte ao da inscrição.

OFICINA DE FOTOGRAFIA: INTRODUÇÃO À ARTE DA FOTOGRAFIA, dia 12/08/2015 das 10 às 17:30 horas, por ordem de chegada.
Carga Horária: 30 horas
Taxa de Inscrição: 200,00
Turmas: Terças e Quintas-feiras
09:00 às 12:00 horas – 16 vagas - mínimo 12
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, até o dia seguinte ao da inscrição.

OFICINA DE FORMAÇÃO DO OLHAR PARA REALIZAÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS, dia 12/08/2015 das 10 às 17:30 horas, por ordem de chegada.
Carga Horária: 40 horas
Taxa de Inscrição: 250,00
Turmas: Terças e Quintas-feiras
14:00 às 18:00 horas – 20 vagas – mínimo 16
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, até o dia seguinte ao da inscrição.

DANÇAS CIRCULARES, DIA 13/03/2015 das 10:00 às 17:30 horas.
Às 10:00 haverá a apresentação do Documentário Alive Inside: A Story of Music and Memory ( Vivos por Dentro: A História da Música e Memória)
Carga Horária: 30 horas
Taxa de Inscrição: 200,00
Quintas-feiras 10:00 às 11:00 horas – 35 vagas – mínimo 25
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, até o dia seguinte ao da inscrição.
Para uma dessas seis oficinas, as inscrições deverão ser feitas nas datas informadas acima, das 10 às 17:30 horas, na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC, situada no Conjunto da Igrejinha da UFSC, Campus da UFSC Florianópolis, em frente à Praça Santos Dumont.
O pagamento da taxa de inscrição, no valor dos Cursos e Oficinas escolhidos, deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, até o dia seguinte ao da inscrição.
O interessado poderá se inscrever em mais de uma Oficina.
As inscrições são válidas para o período de 17/08/2015 a 13/11/2015.
Somente os interessados que estiverem presentes no momento da inscrição poderão se inscrever, não será aceita inscrição por terceiros.
Eventuais desistências, com devolução da Taxa de Inscrição, descontados os encargos, serão aceitas somente durante a primeira semana após o início das atividades.

As Oficinas de Teatro oferecidas neste semestre terão suas inscrições de forma presencial no Teatro da UFSC, conforme relação abaixo:

OFICINA DE TEATRO PARA ADOLESCENTES (OTA), dia 10/2015 das 14:00 às 17:00 horas,
Coordenadora: Zélia Sabino
Carga Horária: 60 horas
Taxa de Inscrição: 200,00
Segundas e Quartas-feiras
14:00 às 17:00 horas – 20 vagas – 16 mínimo
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, no dia seguinte ao da inscrição.

OFICINA PERMANENTE DE TEATRO (OPT), 11/08/2015 das 20:00 às 22:00 horas
Coordenadora: Carmen Fossari
Carga Horária: 50 horas
Taxa de Inscrição: 350,00
Terças, Quartas e Quintas-feiras
Turma I
Improvisação, Méodo Stanislavsky e Processo de Montagem para ex-alunos da Oficina Permanente de Teatro (Quartas-feiras) 19:30 às 22:00 horas Para ex-alunos e atores.
Turma II
Improvisação (Terças-feiras) – Mimo Corporal (Quintas-feiras)
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, no dia seguinte ao da inscrição.

OFICINA DE BONECOS
Carga Horária: 30 horas
Taxa de Inscrição: 150,00
Quartas-feiras
19:00 às 22:00 horas – 12 vagas – mínimo 8
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição deverá ser paga na rede bancária e o comprovante entregue na coordenação dos Cursos e Oficinas Livres – DAC, no dia seguinte ao da inscrição.



RELAÇÃO DOS CURSOS E OFICINAS OFERECIDOS EM 2015-2
HORÁRIOS, EMENTA/RESUMO, CURRÍCULO DOS INSTRUTORES.

CURSO DE VIOLÃO (cordas de nylon, sem palheta)
Ministrante: Kleber Alexandre
Data: 17/08/2015 a 09/11/2015
Horários: Segundas-feiras:
Turmas:
1 Iniciantes: 10:30 às 12:00 horas – 16 vagas – mínimo 12
2 Iniciantes: 13:30 às 15:00 horas – 12 vagas – mínimo 8
3 Avançado*15:10 às 16:40 horas – 12 vagas – mínimo 8
*Para alunos que realizaram a Oficina nos semestres anteriores.
Carga Horária: 15 horas por turma.
Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 200,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC até o dia seguinte ao da inscrição.
Requisitos: Somente candidatos com idade igual ou superior a 16 anos.
Sobre o ministrante:
Kleber Alexandre possui bacharelado em Composição e Regência pela Universidade Estadual Paulista – Júlio de Mesquita Filho (1995) e mestrado em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006). Estudou violão na E.M.M.S.P. com EdeltonGloeden e Everton Gloeden; Improvisação e arranjo com Ulisses Rocha e choro com Francisco Araújo. Entre 2006 e 2011 foi professor de percepção, harmonia, canto coral, violão e prática de conjunto da Universidade do Estado de Santa Catarina. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Composição Musical, atuando principalmente nos seguintes temas: violão, composição, arranjo, análise de canção, harmonia, contraponto, performance, educação musical, literatura e história da MPB.
Conteúdo programático:
Elementos infra-estruturais da técnica violonística. Posturas do corpo, dos membros e das mãos. Elementos de fisiologia: aquecimento e relaxamento, tensão, ação muscular, cãibras e fadigas musculares. Elementos de cinesiologia: músculos e tendões, articulações, flexão e extensão, movimentos básicos dos dedos e das mãos. Unhas: usos e cuidados. Exercícios de aquecimento, relaxamento e coordenação motora básica. Leitura musical violonística, símbolos e convenções específicos do violão, desenvolvimento de recursos técnicos fundamentais através de exercícios de escalas, arpejos, ligados e acordes bem como de exercícios específicos derivados de problemas concretos (ocorrentes em trechos musicais). Aplicação dos elementos técnicos-interpretativos vistos à execução de um repertório conveniente de épocas e estilos variados em nível iniciante e intermediário de dificuldade e complexidade, adequado às condições e às necessidades do aluno e definido tendo em vista o nível pretendido para violão.

OFICINA DE CERÂMICA
Ministrante: Daniela Ricciardone
Data: 18/08/2015 a 20/10/2015
Carga Horária: 30 horas
Horários:
Quartas-feiras
Módulo I
1 Iniciantes 09:00 às 12:00 horas – 10 vagas – mínimo 8
2 Iniciantes 13:30 às 16:30 horas – vagas – mínimo 8
Terças-feiras
Módulo II* – 08:00 às 12:00 horas – 10 vagas – mínimo 8
* Para alunos que realizaram a Oficina em semestres anteriores.
Requisito: aberta a todos os interessados (jovens e adultos), iniciantes ou já praticantes da Cerâmica. Somente candidatos com idade igual ou superior a 18 anos.

Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 200,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC até o dia seguinte ao da inscrição.

Sobre a ministrante:
Daniela Ricciardone, graduada em Artes Plásticas (2002), pela Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC), com especialização em Escultura e Cerâmica.
Pós-graduada em Criação e Gestão de Moda (2007), pela Universidade do Vale do Itajaí.
Fez diversos cursos sobre Materialidade da Cerâmica, Design de Revestimentos, Fornos e Queimas.
Atuou como ceramista na Espanha, onde executou e expôs seus trabalhos na Bolsa de Estudos Alfonso Ariza, Córdoba.
Com experiência em diversas áreas, trabalha com desenvolvimento de produtos em design, moda e técnicas cerâmicas.

Sobre as Oficinas:
Oficina Básica para Iniciantes
A oficina de Cerâmica acontecerá em encontros semanais de três horas, e está aberta a todos os interessados (jovens e adultos), sejam esses iniciantes ou já praticantes da Cerâmica. A oficina é um espaço para o estudo e a prática Cerâmica. Com o objetivo de estimular os participantes ao desenvolvimento de suas poéticas, o curso pretende que a técnica seja compreendida como ferramenta que facilita a concretização das ideias.

Ementa:
Classificação e breve história da cerâmica. Possíveis linguagens na Cerâmica. Instrumentos. Matérias primas, materiais plásticos e anti-plásticos. Modelagem, bloco, acordelado, placas e pinch pot. Técnicas de decoração: entalhes, perfuração, impressão, adição, engobe. Queimas.

Oficina Módulo II
Ementa:
Reciclagem de argilas, preparo de uma Pasta Cerâmica adequada para utilitários com plasticidade ideal para modelagem. Modelagem através de diversas técnicas, placas, modelagem por adição ou desbaste, entre outras.
Primeira queima feita em forno elétrico. Esmaltação (tintas) sobre as superfícies que passaram pela primeira queima. Segunda queima.

OFICINA DE ARTES VISUAIS
Ministrante: João Aires
Data19/08/2015 a 04/11/2015
Horário: Quartas-Feiras
Turmas:
1 09:00 às 12:00 horas – 10 vagas mínimo 8
2 14:00 às 17:00 horas – 10 vagas mínimo 8
Carga Horária: 30 horas

Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 200,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC até o dia seguinte ao da inscrição.

Requisitos: Somente candidatos com idade igual ou superior a 18 anos.

Sobre o ministrante:
João Aires é Mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia (2011). Graduado em Artes Plásticas e Intermédia pela Escola Superior Artística do Porto (2008). Tem curso de especialização em intervenções artísticas em espaços públicos pela Universidade Lusófona do Porto (2009). Foi Professor-assistente na área de impressão em Gravura, Litografia, Serigrafia. Expõem seu trabalho artístico regularmente. Aptidões e competências técnicas: Instalações artísticas, Pintura a Óleo, Pintura a acrílico, Escultura contemporânea, Desenho, Arte pública, Serigrafia, Litografia, Gravura (águas fortes, ponta seca), Xilogravura, Modelação (barro, gesso), Vídeo Arte: Design gráfico. Viveu em várias cidades da Europa onde desenvolveu vários tipos de projetos de arte pública exposições entre outras atividades. O seu trabalho pode ser visionado no site: www.joaoaires.com

Sobre a oficina:
Pretende-se criar um dinamismo cultural com ênfase nas artes visuais e arte contemporânea. Abrindo as portas à produção artística, ao diálogo das distintas disciplinas artísticas.
Oficina é direcionada à pratica artística de disciplinas como Pintura, Desenho, direcionada a todas as pessoas que de alguma forma gostariam de aprender diferentes técnicas ou desenvolver um processo de trabalho que leve à construção de narrativas artísticas
Esperamos desenvolver nestas oficinas desenho, pintura, processos criativos, que levem os alunos a ter uma maior consciência dos processos artísticos e sua execução.

OFICINA DE FOTOGRAFIA: INTRODUÇÃO À ARTE DA FOTOGRAFIA
Ministrante: Rosana Cacciatore
Data: 18/08/2015 a 17/09/2015
Carga Horária: 30 horas
Terças e Quintas-feiras
09:00 às 12:00 horas – 16 vagas - mínimo 12

Requisitos: Somente candidatos com idade igual ou superior a 18 anos.
O aluno deve possuir câmera fotográfica digital, não necessariamente profissional.

Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 200,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC até o dia seguinte ao da inscrição.

Sobre a ministrante:
Rosana Cacciatore, mestre em Teoria Literária pela UFSC com pesquisa em cinema, é diretora e produtora cinematográfica. Rosana também é professora de Comunicação e atua como instrutora em oficinas de produção e imagem.
Cursou disciplinas na Université de Paris VIII na área de cinema e fotografia. Atua profissionalmente no âmbito da academia e do mercado de trabalho. Como professora ministrou disciplinas e orientou projetos nos cursos de cinema, publicidade e jornalismo na Universidade do Sul de Santa Catarina por 10 anos. Entre as disciplinas ministradas estão argumento e roteiro, criação publicitária e teorias da imagem. Realiza atualmente oficinas de criação e produção de imagem para instituições culturais. Como profissional tem 25 anos de experiência, registrada no Ministério do Trabalho como diretora e produtora cinematográfica, realizou trabalhos de roteiro e direção de audiovisuais para publicidade, programas televisivos e artísticos no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Como fotógrafa realizou trabalhos para Folha de São Paulo e outros jornais e publicações. Foi coordenadora de comunicação institucional no Diário Catarinense e Assessora de Comunicação da Fundação Franklin Cascaes. Atua nas Oficinas de Arte do Departamento Artístico Cultural (DAC) da UFSC como instrutora de fotografia.

Sobre a Oficina:
A oficina tem como objetivo capacitar o aluno para o exercício da fotografia digital, dando a ele competência técnica e crítica para avaliar, criar e produzir obras fotográficas. Será dividida em três módulos: histórico, técnico e estético onde serão abordados de forma clara e objetiva a história da fotografia e seu desenvolvimento ao longo dos anos.

Ementa:
Módulo I: (Histórico) – Introdução à História da Fotografia (do século XIX ao século XXI)
Módulo II: (Técnico) – Introdução à técnica, aos recursos e equipamentos fotográficos digitais
Módulo II: (Estético)

OFICINA DE FORMAÇÃO DO OLHAR PARA REALIZAÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS
Ministrante: Rosana Cacciatore
Data: 18/08/2015 a 17/09/2015
Carga Horária: 30 horas
Terças e Quintas-feiras
09:00 às 12:00 horas – 20 vagas - mínimo 16

Requisito: Somente candidatos com idade igual ou superior a 18 anos.

Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 250,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC até o dia seguinte ao da inscrição.

Sobre a ministrante:
Rosana Cacciatore, mestre em Teoria Literária pela UFSC com pesquisa em cinema, é diretora e produtora cinematográfica. Rosana também é professora de Comunicação e atua como instrutora em oficinas de produção e imagem.
Cursou disciplinas na Université de Paris VIII na área de cinema e fotografia. Atua profissionalmente no âmbito da academia e do mercado de trabalho. Como professora ministrou disciplinas e orientou projetos nos cursos de cinema, publicidade e jornalismo na Universidade do Sul de Santa Catarina por 10 anos. Entre as disciplinas ministradas estão argumento e roteiro, criação publicitária e teorias da imagem. Realiza atualmente oficinas de criação e produção de imagem para instituições culturais. Como profissional tem 25 anos de experiência, registrada no Ministério do Trabalho como diretora e produtora cinematográfica, realizou trabalhos de roteiro e direção de audiovisuais para publicidade, programas televisivos e artísticos no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Como fotógrafa realizou trabalhos para Folha de São Paulo e outros jornais e publicações. Foi coordenadora de comunicação institucional no Diário Catarinense e Assessora de Comunicação da Fundação Franklin Cascaes. Atua nas Oficinas de Arte do Departamento Artístico Cultural (DAC) da UFSC como instrutora de fotografia.

Sobre a Oficina:
Por meio da análise de obras de diferentes cinematografias, de reflexões teóricas e exercícios práticos, a oficina tem como objetivo estimular o olhar do aluno para a leitura e realização de imagens cinematográficas documentais, dando a ele uma base de conhecimento sobre o desenvolvimento do documentário na história do cinema e preparando-o para produção de imagens.

Conteúdo programático:

Módulo 1 – Breve introdução sobre a História do Cinema Documental
Este módulo deverá apresentar um panorama básico da História do Cinema Documental através da análise de excertos de alguns filmes que trouxeram grandes contribuições para formação de novos sentidos ao documentário, tais como Nanookofthe North (1922) de Robert Flaherty, Homem da Câmara de filmar (1929) de DzigaVertov, O triunfo da Vontade (1935) de Leni Rifensthal, The Spanish Earth (1937) de Joris Ivens, NuitetBruillard (1955) de Alain Resnais, Primary (1960) de Bob Drew, Chronique d’unÊté (1961) de Jean Rouch e Edgar Morin, La Jetéede Chris Marker, "Simparelé” de Humberto Solas, "Glass” Bert Haanstra e "Crônica de uma desgraça”, de Miguel Torres

Módulo 2 – Tendências do Documentário Contemporâneo
Neste módulo será colocado à disposição do aluno um conjunto de diferentes cinematografias e abordagens do documentário na atualidade, através de obras de autores como Viktor Kossakovsky, Eduardo Coutinho, Cal Guimarães, João Salles, entre outros. Para além de proporcionar um panorama básico das tendências contemporâneas do documentário, este módulo deverá diretamente, incentivar e capacitar o aluno a desenvolver um projeto documental, no módulo seguinte.

Módulo 3 – Desenvolvimento de projeto
O conteúdo programático deste módulo é constituído pelas etapas fundamentais da concepção de um documentário. Noções de argumento, produção e realização, possibilitando ao aluno empreender um projeto documental, aplicando as especificidades desta prática fílmica.

DANÇAS CIRCULARES
Focalizadoras: Cida Garcia e Terezinha Bianchini Derner
Carga Horária: 23 horas
Taxa de Inscrição: 200,00
Quintas-feiras
10:00 às 11:00 horas – 35 vagas – mínimo 25

Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 200,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC até o dia seguinte ao da inscrição.

Sobre a Oficina
As Danças Circulares, ou Danças dos Povos, fazem parte da vida social humana desde a mais remota data. Em círculo, o homem das sociedades primitivas, celebrava todos os acontecimentos importantes como o nascimento, a iniciação, o casamento, o plantio, a colheita, a chegada das chuvas, a primavera, a morte. Ela era o símbolo da vida comunitária, o eixo agregador e socializador da comunidade, refletindo a necessidade da comunhão, da união das pessoas nos momentos de alegria, de tristeza, de louvor, de medo. A prática das danças em círculo foi sendo esquecida, ou melhor, só praticada na infância e com isso perdemos um espaço lúdico de autoconhecimento, de exercício de integração, de celebração, de lazer e muitas vezes terapêutico.
Hoje há um movimento mundial de restabelecimento desta prática como forma de unir as pessoas proporcionando momentos de alegria e descontração sem pré-requisitos de qualquer espécie.
As Danças Circulares contemplam o homem com um todo, abrangendo os aspectos físicos, emocionais, mentais e transcendentais.
Aplicadas de forma pedagógica, desenvolvem a lateralidade, a coordenação motora, a consciência corporal, o ritmo, a orientação espacial, a memorização, a concentração, a atenção e a disciplina. No emocional elas dissolvem tensões, fortalecem a auto-estima, favorecem a cooperação, propiciam a amorosidade, conduzem à integração, promovem a inclusão e o respeito, desenvolvem a capacidade do perdão para consigo e com o outro e levam ao estado de paz a plenitude.
São inclusivas, pois as danças acolhem a todos, independentemente de idade, sexo, cultura, nível de escolaridade, nível social.

A quem se destinam:
A todas as pessoas que buscam o autoconhecimento, a saúde física, mental, emocional e espiritual, o lazer ativo, o aprimoramento artístico-cultural, a convivência pacifica e amorosa e a celebração da vida.

Focalização:
As Danças Circulares necessitam de focalizadores (orientadores) com formação específica para tal, que orientam sobre a especificidade de cada dança, sua origem, a coreografia correspondente, o simbolismo de cada passo, cada gesto, estando sempre atentos às peculiaridades e necessidades individuais e do grupo.

Focalizadoras:
Cida Garcia
Jornalista (Comunicação Social UFSC); Pós-graduada em Transdisciplinaridade pela Universidade Internacional da Paz – UNIPAZ SC;
Formação no Curso de Facilitadores de Danças Curativas dos Florais de Bach com a psicóloga Maria Amélia Queiroz(MG); Formação de Focalizadores em Danças Circulares Sagradas com Renata Ramos (SP); Formação em Danças Circulares no Instituto Giraflor (PR); Focalizadora de Danças Circulares em Jurerê; Pratica Danças Circulares Sagradas semanalmente no Centro de Educação da UFSC; Participa dos Encontros Brasileiros de Danças Circulares Sagradas em Embu das Artes (SP); Festival Rodas do Sul em Imbé (RS); Membro do Grupo Organizador do Festival Rodas do Sul 2012 em Florianópolis SC; Membro da Associação Catarinense de Focalizadores das Danças Circulares do Povos; Participou do Festival Internacional de Danças Sagradas em Findhorn (Escócia) em 2010 e 2012; e do Retiro de Danzas do México em fevereiro de 2012.

Terezinha Bianchini Derner
Pedagoga e Mestre em Administração Universitária; Professora da Universidade Federal de SC – aposentada; Curso Itinerante Psicologia Transpessoal na Índia, Peru, Egito, Grécia, Israel, Jordânia; Membro Fundador do Campus Unipaz SC; Membro do Colégio Internacional dos Terapeutas – CIT; Membro do Conselho Gestor UNIPAZ SC; Membro da Associação Catarinense de Focalizadores de Danças Circulares dos Povos; Focalizadora das Rodas na Unipaz; Focalizadora de Danças Circulares em Jurerê; Pratica Danças Circulares Sagradas semanalmente no Centro de Educação da UFSC; Formação em Danças Circulares e os Florais de Bach com Maria Amélia C. Queiroz; Formação em Danças Circulares Sagradas com Renata Ramos; Formação em Danças Circulares Sagradas no Instituto Giraflor – Curitiba; Focalizadora das Danças Circulares Sagradas desde 2009; Participou do Retiro de Danzas do México em fevereiro de 2012; Autora dos Livros – "Viver: Arte ou Ciência” e "Caminhos Evolutivos: heróico, búdico e crístico”. 

Sobre o documentário:
Cineasta: Michael Rossato Bennet
Produtor: Dan Cohen
Duração: 1:18 h
Sinopse:
Uma história de músicas e lembranças.
Dan Cohen, assistente social, decide, por intuição levar iPods para um lar de idosos.
Fundador de um movimento "Música e Memória” que se opõe a um sistema de saúde obsoleto demonstra o poder da música no combate a perda da memória e restauração de um sentimento profundo de si mesmo.
Em parceria com o cineasta Michael Rossato Bennett produz um documentário que visa sensibilizar sistemas de saúde e a população em geral para a adoção de programas personalizados de música.
Demonstram que pessoas com Alzheimer ou com as capacidades cognitivas reduzidas, deprimidas, com problemas de esquecimento, ao ouvir músicas preferidas começam a reagir, a se sentir melhor, a interagir. São revitalizadas através da simples experiência de ouvir música.
Sabe-se que a última parte do cérebro a se degenerar é onde se armazenam as canções. A música, portanto, se constitui numa ferramenta para acessar a memória reconectando-as com o amor humano.
A partir do filme pode-se levantar questões fundamentais como:
- o que significa estar vivo por dentro?
- quando deixamos de ser humanos?
- o que é necessário para resgatar uma vida que se esvaiu?
- o que podemos fazer por nossos entes queridos?
- de que modo eu gostaria de envelhecer?
Fica a reflexão sobre os mistérios de como a música funciona em nossos cérebros e nossas vidas.

OFICINA DE TEATRO PARA ADOLESCENTES (OTA)
Para jovens da comunidade, na faixa etária de13 a 20 anos. Na Oficina Teatro para Adolescentes, as aulas são focadas principalmente em jogos teatrais e jogos de integração grupal para desinibir os alunos e assim trabalhar em conjunto a consciência corporal e espacial cênica. Para que o trabalho tenha um bom resultado é preciso que os alunos se sintam a vontade para se expressarem e assim, as experimentações poderem ser exploradas a partir da realidade e especificidades de cada participante.

A Oficina é coordenada por Zélia Sabino.
Os interessados deverão comparecer no Teatro da UFSC, Praça Santos Dumont, Trindade, no dia 10/08/2015, quarta-feira das 14 às 17:30 horas, a partir da qual serão selecionados os candidatos.
Período: 17/08 – 28/10/2013
Horários: Segundas e Quartas-feiras das 14h00 às 17h00. Carga Horária: 60 h

Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 200,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC, até o dia seguinte ao da inscrição.

Requisitos: Somente candidatos com idade igual ou superior a 13 anos.

Sobre a Coordenadora:
Zélia Sabino possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina (1980), e Especialização no Curso de Pós-Graduação lato sensu em História da Arte pela Universidade do Sul de Santa Catarina (2011). Atualmente é Cenógrafa do Departamento Artístico Cultural da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro, atuando principalmente nos seguintes temas: teatro-educação e produção teatral. Coordenadora e Ministrante da Oficina de Teatro para Adolescentes do DAC/UFSC (1987 a 2015), Coordenadora da Semana de Arte do DAC/UFSC (2012 a 2015) e Coordenadora Executiva do FITA – Festival Internacional de Teatro de Animação de Florianópolis (2007-2015).

Sobre as ministrantes:
Cláudia Venturi, possui graduação em Artes Cênicas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1993), especialização em Educação Fundamentada na Arte pela Universidade Tuiuti do Paraná e mestrado em Teatro (no curso de Educação) pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Desenvolveu atividades baseadas em Técnicas Teatrais e corporais para o teatro, no Brasil e na Itália, trabalhando com pessoas de diversas faixas etárias, em âmbito escolar, social e empresarial. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Interpretação Teatral, atuando principalmente nos seguintes temas: teatro, conflito, adolescente, linguagem corporal e comunicação.

Zélia Sabino possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina (1980), e Especialização no Curso de Pós-Graduação lato sensu em História da Arte pela Universidade do Sul de Santa Catarina (2011). Atualmente é Cenógrafa do Departamento Artístico Cultural da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro, atuando principalmente nos seguintes temas: teatro-educação e produção teatral. Coordenadora e Ministrante da Oficina de Teatro para Adolescentes do DAC/UFSC (1987 a 2015), Coordenadora da Semana de Arte do DAC/UFSC (2012 a 2015) e Coordenadora Executiva do FITA – Festival Internacional de Teatro de Animação de Florianópolis (2007-2015).
Maris Viana, Doutora e Mestre em Teoria Literária pela Universidade Federal de Santa Catarina. Especialista em Teatro-Educação pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Encenadora no Departamento Artístico Cultural, da Universidade Federal de Santa Catarina. Coordena os Projetos: Construindo estórias no teatro; Cena Aberta; Mostra de Teatro-Educação e Semana de Arte do DAC na Universidade Federal de Santa Catarina. Atua na área do ensino do teatro para jovens focalizando o processo de construção da narrativa cênica, com a montagem de leituras performáticas, peças teatral e intervenções em espaços alternativos. Pesquisa o processo de adaptação do texto literário para o teatro trabalhando com adaptação, a dramaturgia e a poética da cena.

OFICINA PERMANENTE DE TEATRO (adulto)
Instrutora: Mhirley Miliauskis
Coordenadora: Carmen Fossari
Carga Horária: 50 horas
Taxa de Inscrição: 350,00
Terças, Quartas e Quintas-feiras

A Oficina Permanente de Teatro – OPT, vinculada ao Departamento Artístico Cultural da UFSC, vem sendo realizada há mais de três décadas e tem por objetivo uma vivência na área das Artes Cênicas compreendendo o estudo teórico e a vivência teatral. Possui uma grade disciplinar básica em que se desenvolve a metodologia "de como ser para representar ou ser”. A cada turma, dependendo da vocação do grupo aí formado, ela realiza o processo de montagem seguindo a tendência natural do grupo. Esta vivência poderá ser de Teatro de Rua, de Mímica, de montagem dos Clássicos. Depois desta etapa, os alunos, que de fato sintonizam sua vocação, podem integrar o elenco do Grupo Pesquisa Teatro Novo da UFSC. A oficina e o grupo são coordenados por Camen Fossari.

Neste semestre a OPT conta com a instrutora Mhirley Miliauskis que ministrará as Oficinas de Improvisação e Mimo Corporal. A Oficina Permanente de Teatro acontece à noite e realiza suas atividades na formação do ator/cidadão e possibilita o registro do ator/atriz. Serão oferecidas duas Turmas, Turma I às Terças e Quartas- feiras – Terça com a instrutora Mhirley Miliauskis,Improvisação e Quarta com a coordenadora Carmen Fossari que ministrará a disciplina Metodo Stanislavsky e Processo de Montagem para ex alunos da Oficina Permanente de Teatro.

Turma I
Improvisação, Metodo Stanislavsky e Processo de Montagem para ex alunos da Oficina Permanente de Teatro (Quartas- feiras) 19:30 – 22:00 horas Para Ex-alunos e atores. Turma II Terças, Improvisação (juntamente com os ex alunos e atores, da Oficina Permanente de Teatro) e na Quinta-feira Mimo Corporal.
Para inscrição na Oficina Permanente de Teatro – OPT, os interessados deverão comparecer para entrevista com a coordenadora da Oficina, no Teatro da UFSC, Praça Santos Dumont, Trindade, no dia 11/08/2015, terça-feira, às 20 horas.

Período da OPT: 18/08/2015 a 20/10/205 – Improvisação e Mimo Corporal
19/08/2015 a 13/12/2015 – Método Stanislavsky e Processo de Montagem
Coordenadora: Carmen Fossari
Carga Horária: 50 horas
Taxa de Inscrição: 350,00
Terças, Quartas e Quintas Feiras – 19:30 – 22:00 horas

Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 350,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue no dia seguinte ao da inscrição, na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC.

Requisitos: Somente candidatos com idade igual ou superior a 18 anos.

Sobre as Oficinas:

Improvisação
A oficina de improvisação tem como objetivo trabalhar a espacialidade do jogo teatral buscando uma construção de sentido através do uso primordial do corpo. Os exercícios são uma adequação dos tradicionais jogos de improvisação de Viola Spolin, Augusto Boal e outros, tendo o corpo como seu principal veículo de comunicação. A restrição do uso da fala é um dispositivo para que o praticante consiga compreender quais os mecanismos necessários para aflorar e expressar pensamentos e sentimentos através da sua postura e conduta corporal.

Mimo Corporal
O mimo corporal é uma técnica, codificada por Etienne Decroux (1898 – 1991), que tem como um dos maiores atributos propiciar o desenvolvimento de um corpo cênico a nível pré-expressivo. Ademais, o mimo corporal estrutura uma diretriz para a análise do movimento por meio da geometria do corpo, sensibilizando aqueles que o praticam para suas potencialidades motoras e emotivas. Uma técnica que promove e desperta a consciência corporal, desenvolve a expressividade, capacita o uso da imobilidade, além de estimular a criatividade e a espontaneidade através do uso do corpo.O objetivo é a construção de um corpo cênico com uma base de sustentação forte que parte do centro do corpo para os membros, através dos exercícios psicofísicos do mimo corporal.

Método Stanislavski consiste numa série de procedimentos de interpretação do ator e da atriz desenvolvido na arte dramática pelo teatrólogo, diretor e ator russo, Constantin Stanislavski, no final do século XIX e começo do XX. O sistema, como é chamado, é uma das principais sistematizações para o desenvolvimento da interpretação do ator.

Horários: Terças, Quartas e Quintas–feiras das 19h00 às 22h00

Sobre a Coodenadora:
Carmen Fossari é aluna de Doutorado no Programa de Engenharia e Gestão do conhecimento – EGC da UFSC , trabalhando tese sobre o compartilhamento do conhecimento na área de dramaturgia através da Web. Mestre em Literatura Brasileira, pela UFSC, com opção em Teatro. Diretora de Espetáculos do DAC – Departamento Artístico Cultural da UFSC. Coordenadora e professora da Oficina Permanente de Teatro da UFSC. Diretora e fundadora do Grupo Pesquisa Teatro Novo/UFSC.
Nessa categoria, recebeu inúmeros prêmios estaduais e nacionais, bem como representou o Brasil com espetáculos que dirigiu, escreveu e atuou nos seguintes países: Porto Rico, México, Paraguai, Argentina, Chile, Colômbia e Portugal. Esteve com espetáculos no Chile por sete vezes, onde mantém convênio através do GPTN/UFSC com a "Cia. La Carreta” que coordena, naquele país, o ENTEPOLA – Encontro de Teatro Popular Latino Americano.

Sobre a ministrante:
Mhirley Miliauskis, mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Teatro – PPGT, formada em Artes Cênicas pela UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina em 2005; Curso Avançado de Mimo Corporal pela International School of Corporeal Mime de Londres, 2007. Participou de vários curtas e atuou em peças de teatro, além de organizar mostra de filmes e outros eventos culturais. Dá aulas de teatro eda técnica do mimo corporal para atores e o público interessado desde 2009 na Lituânia, Inglaterra e Brasil.

OFICINA DE BONECOS
Ministrante: Luciano Bueno de Oliveira
Carga Horária: 30 horas
Data: de 19/08/2015 a 21/10/2015
Quartas-feiras
19:00 às 22:00 horas – 12 vagas – mínimo 8

Sobre o Ministrante:
Luciano Bueno de Oliveira; Graduado no curso de Licenciatura em Educação Artística, com habilitação em Artes Cênicas, pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Tem experiência na área de Teatro como Ator, Diretor, Iluminador, Teatro de Animação e Teatro Educação, tendo lecionado a disciplina de Artes em escolas municipais e estaduais de Florianópolis. Participou de diversos festivais de teatro no Rio Grande do Sul e Santa Catarina como iluminador, entre eles: Festival de Teatro de Bonecos de Canela; Porto Alegre em Cena; FITA Floripa – Festival Internacional de Teatro de Animação; Maratona Cultural de Florianópolis; Festival Isnard Azevedo – Floripa Teatro; entre outros. Em seu currículo universitário cursou as seguintes disciplinas de Teatro de Animação: Teatro de Bonecos, tendo montado cenas do Pequeno Príncipe, com bonecos de luva e de Manipulação Direta; Teatro de Máscara, com modelagem de máscaras da Comédia d’Larte e Teatro de Sombra, com uso de objetos, plantas e sombra corpórea. Atualmente trabalha como Operador de Luz no Departamento Artístico Cultural (DAC) na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Sobre a Oficina
A Oficina de Teatro de Bonecos tem por finalidade proporcionar aos seus participantes uma experiência no universo do Teatro de Animação, através da confecção e manipulação de boneco de luva (fantoche), utilizando-se a técnica de papietagem. Serão trabalhados na oficina os seguintes aspectos: Introdução à História do Teatro de Animação; Introdução à história do Teatro de Bonecos; Confecção de Boneco de Luva; Relação Manipulador/Boneco; Criação do personagem/boneco (suas características físicas e de personalidade, assim como voz, ritmo e postura corporal); Exercícios corporais e jogos de aquecimento do manipulador; Princípios básicos da manipulação de boneco de luva; Criação de cenas a partir de leitura de fragmentos de peças teatrais e jogos de improvisação.

Obs.: Não há mensalidade. A taxa de inscrição de R$ 150,00, o pagamento deve ser efetuado na rede bancária e o comprovante entregue no dia seguinte ao da inscrição, na Coordenação dos Cursos e Oficinas Livres de Artes do DAC.

Atenção:
As Oficinas poderão ter seu término prorrogado caso ocorram eventualidades que independam da vontade do Departamento Artístico Cultural.

Outras Informações: Departamento Artístico Cultural (DAC)
(48) 3721-2498 – 3721-9447 e 3721-6493
Inscrições para Cursos e Oficinas de Arte do DAC da UFSC - 2015/2

Categorias: Agosto 2015
Deixe seu comentário!
comentários







Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 09 Dezembro 2016 Exposição "Conexões Viscerais" e... >> Exposições
até 14 Dezembro 2016 Inscrições para Projeto Verão Cultural CIC... >> Música
até 17 Dezembro 2016 Inscrições para oficinas gratuitas de comp... >> Educação / Cursos
até 25 Dezembro 2016 Inscrições abertas para o 4º Bazar Vegano ... >> Especiais / Outros
até 28 Maio 2017 Ironman Florianópolis 2017 abre inscrições >> Esportes
Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter
Buscar