FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Maio 2016
OSSCA Orquestra Sinfônica de Santa Catarina apresenta Série Popular com Dudu Fileti e Banda



Quando: 10 Maio 2016, terça-feira, às 21 horas
Onde: Teatro Ademir Rosa (CIC)
Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica
Quanto: R$40 inteira e R$20 meia-entrada
Evento no FB: www.facebook.com/events/963843647047679

Ingresso: R$ 10 e um item pet ou R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada

Depois de lotar o Teatro Ademir Rosa (TAR) na abertura da temporada 2016, a Orquestra Sinfônica de Santa Catarina (Ossca) apresenta o seu segundo espetáculo do ano: a Série Popular com participação de Dudu Fileti e banda. O show será em 10 de maio, terça-feira, às 21h, também no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.

Desta vez, o ingresso social será um “item pet” (alimento ou remédio para cães e gatos) e mais a quantia de R$ 10. Há também a opção de comprar o bilhete pelo valor completo de R$ 40. Os ingressos vão estar disponíveis para compra a partir de segunda-feira, 2 de maio, no CIC. O item pet deve ser levado junto com o bilhete no dia do evento. Toda a arrecadação será doada ao Canil de São José e Bredog Floripa, organizações que prestam assistência e encaminham cães e gatos abandonados para adoção.

​​Este será o primeiro espetáculo do cantor Dudu Fileti, depois do final da turnê em Santa Catarina pelo Circuito Sesc de Música, onde cantou composições do seu primeiro álbum "Amizade", lançado em fevereiro. O repertório será formado por 11 peças populares que compõem o CD, dez delas são autorais, compostas pelo cantor e pelas parceiras Maria Teresa Picolli e Ryana Gabech, e uma regravação da consagrada “Trem das Onze” de Adoniran Barbosa. A banda é formada pelos músicos Moisés de Jesus (baixo), Diego Nunes (guitarra) e Narciso Farias (bateria).

Será a primeira vez também que o cantor e compositor sobe ao palco para cantar suas músicas ao lado de uma orquestra. “É uma coisa totalmente nova pra mim. O convite apareceu num momento muito especial em que eu acabo de lançar o álbum. Apresentar esse repertório com mensagens e melodias lindas junto com uma orquestra é de grande valor. Fiquei muito lisonjeado com o convite da Ossca e estou curioso para ver o resultado”, conta Dudu.

Entre os destaques do show está a milonga “Pepe”, que traz frases famosas do ex-presidente do Uruguai, José Alberto Mujica (Pepe), em uma composição de Alegre Correa. “Ele, Alegre, disse que “Pepe” aconteceu por minha causa, pelo meu jeito de cantar. E essa sintonia é o que traduz o trabalho”, explica o cantor.

Um espetáculo sinfônico e popular

​O regente e diretor artístico da Ossca, José Nilo Valle, explica que o espetáculo tem características diferentes de um concerto sinfônico tradicional, entre elas a duração de cada obra. Enquanto uma sinfonia pode durar até 50 minutos, as músicas populares levam em média quatro minutos. “Continua sendo um concerto sinfônico, porém com a inclusão de um grupo popular. É um casamento da música popular com a nossa sinfônica”, afirma.

Na Série Popular, o instrumento “voz” integra-se à orquestra em todas as peças e, assim como em uma ópera ou balé, é a personagem, neste caso o cantor, que passa a conduzir o espetáculo. “Neste tipo de show o maestro segue o cantor e conduz a orquestra. É preciso atentar para o fluxo do solista e a habilidade dele de sentir a emoção e a adrenalina”, revela.

​​Conhecida pelo repertório erudito, a sinfônica de Santa Catarina já realizou espetáculos populares similares a esse nos anos 2000, com Dazaranha, Banda Iriê e o gaúcho Renato Borghetti. A música popular é considerada propriedade do povo pois reúne peças com textos que se associam ao cotidiano das pessoas, facilitando o seu entendimento. “A sinfonia também é um jogo de frases, uma trama de conversas musicais, porém com estrutura longa. Erudita é a música pura, o som pelo som, por isso mais difícil de entender”, explica o regente.

​Sempre envolvida em ações sociais, a Ossca tem interesse em se aproximar do gosto popular com espetáculos pontuais como esse. “Na música não há seleção de pessoas. As linguagens erudita e popular são diferentes, porém não podem distanciar o público”, pontua o maestro.

Ingresso social

As organizações que serão beneficiadas pelo ingresso social geralmente tratam de animais que, além de abandonados, encontram-se em condições precárias de saúde, por isso os itens doados precisam atender certas especificidades, principalmente os alimentos. Por indicação das integrantes das duas entidades, a Ossca fez uma lista de remédios e alimentos para cães ou gatos que serão aceitos: caixa de vermífugo (comprimidos avulsos não são válidos), um quilo de ração tipo Premium (o tipo contem os valores nutricionais necessários para animais doentes), unidade de talco anti-pulga/carrapato, ração de latinha (mínimo duas unidades). Não serão aceitos saches, pela alta concentração de sódio, não indicada para animais em estado de saúde vulnerável.

INGRESSOS DISPONÍVEIS A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA, DIA 2 DE MAIO

O ingresso social será um “item pet”, que é alimento ou remédio para cães e gatos (indicações abaixo), e mais a quantia de R$ 10. Há também a opção de comprar o bilhete pelo valor de R$ 40 (ou R$ 20 para quem tem direito à meia-entrada). Nesses casos não há necessidade de levar o item.

Por indicação das integrantes das entidades que serão contempladas, a Ossca fez uma lista de remédios e alimentos para cães ou gatos que serão aceitos:
- caixa de vermífugo (comprimidos avulsos não serão válidos);
- um quilo de ração tipo Premium (essa contem os valores nutricionais necessários para animais doentes);
- unidade de talco anti-pulga/carrapato;
- ração de latinha (mínimo duas unidades);
Observação: não serão aceitos saches de alimentos, devido à alta concentração de sódio, não indicada para animais em estado de saúde vulnerável.

Os ingressos vão estar disponíveis para a compra a partir de segunda-feira, 2 de maio, no CIC. O item pet deve ser levado junto com o bilhete no dia do evento.

Toda a arrecadação será doada ao Canil de São José e Bredog Floripa, organizações que prestam assistência e encaminham cães e gatos abandonados para adoção.

As organizações que serão beneficiadas pelo ingresso social geralmente tratam de animais que, além de abandonados, encontram-se em condições precárias de saúde, por isso os itens doados precisam atender certas especificidades, principalmente os alimentos.
OSSCA Orquestra Sinfônica de Santa Catarina apresenta Série Popular com Dudu Fileti e Banda


Categorias: Maio 2016
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 25 Junho 2018 Sala Verde UFSC promove atividades gratuitas
até 25 Junho 2018 Inscrições para 1.937 vagas em 49 cursos gratuitos técnicos e Proeja do IFSC
até 20 Julho 2018 12ª Feira de Artes Entremostras abre inscrições


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar