FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Dezembro 2016
Cineclube Badesc apresenta Mostra Paulo Emílio: 1916 – 2016



Quando: 15 e 16 de dezembro, a partir das 16h
Onde: Fundação Cultural Badesc
Endereço: Rua Visconde de Ouro Preto, 216 - Centro
Quanto: Gratuito
Evento no FB: www.facebook.com/events/953607484739924

O Cineclube da Fundação Cultural Badesc presta homenagem a um dos mais importantes personagens da cultura cinematográfica no Brasil: Paulo Emílio Sales Gomes, que completaria 100 anos em 2016. Nos dias 15 e 16 de dezembro (quinta e sexta-feira), a partir das 16h30, haverá mesas de debate e exibições de filmes relacionados à produção do crítico e teórico de cinema. A entrada é gratuita.

Os debates terão como foco a abordagem singular de Paulo Emílio na crítica de cinema e o seu papel na compreensão da cultura e da sociedade brasileira. Após as discussões, a sessão do Cineclube apresentará filmes de dois cineastas importantes para a trajetória intelectual de Paulo Emílio, na época pouco reconhecidos pela crítica: o brasileiro Humberto Mauro e o francês Jean Vigo. Humberto Mauro produziu muitos trabalhos para o Instituto Nacional de Cinema Educativo, instituição para a qual trabalhou por quase 30 anos. Uma seleção desses curtas-metragens será exibida na Fundação. Também será apresentado o filme Zero de Conduta, um dos mais importantes de Jean Vigo.

Paulo Emílio Sales Gomes

Paulo Emílio atuou na vanguarda em favor do cinema brasileiro e fez contribuições essenciais para o desenvolvimento da cultura relacionada ao cinema no Brasil: a fundação do Clube de Cinema de São Paulo, o trabalho na Filmoteca do Museu de Arte Moderna de São Paulo, a criação da Cinemateca Brasileira, a fundação da revista Clima, a criação do Festival de Brasília de Cinema Brasileiro e ainda a fundação do primeiro curso superior de cinema do Brasil, na Universidade de Brasília.

O crítico persistia em escrever sobre cinema brasileiro em um momento onde a maioria dos críticos ignorava a produção nacional. Sua participação na Primeira Convenção Nacional de Crítica Cinematográfica, em 1960, com o discurso “Uma situação colonial”, foi essencial para a formação não apenas do movimento do Cinema Novo, mas de um entendimento global sobre o nosso cinema.

PROGRAMAÇÃO

Dia 15, quinta-feira

17h
Mesa 1: Inácio Araújo, crítico de cinema do jornal Folha de São Paulo, autor dos livros Hitchcock, o Mestre do Medo e Cinema e Mundo em Movimento. Foi montador, roteirista, assistente de direção e de montagem, coordenador do curso Cinema, história e linguagem, um dos mais requisitados na área de teoria do cinema.

19h
Curtas-metragens de Humberto Mauro

Cidade de Mariana
Brasil. 1959. 9 min. Documentário. Livre.
A cidade de Mariana é reduto de importante patrimônio histórico, arquitetônico e cultural de Minas Gerais.

Aboio e Cantigas – Brasilianas 3
Brasil. 1954. 10 min. Documentário. Livre.
Aborda as canções que os boiadeiros entoam para acalmar o gado.

Um Apólogo
Brasil. 1939. 14 min. Ficção. Livre.
Adaptação livre – muito livre – do conto de Machado de Assis. Um diálogo entre uma agulha e uma linha.

Cantos de Trabalho – Brasilianas 5
Brasil. 1955. 10 min. Documentário. Livre.
Trabalhadores e trabalhadoras do campo cantam em grupo para aliviar o desgaste do esforço braçal.

Carro de Bois
Brasil. 1974. 10 min. Documentário. Livre.
Os usos e os mecanismos do que foi o transporte mais utilizado no interior do Brasil.

Dia 16, sexta-feira

17h
Mesa 2: com Helena Bastos, formada em Cinema, foi professora do curso de Cinema e Audiovisual da Unisul, atuou como diretora e roteiristas em diversos documentários. Atualmente dedica-se a estudos no campo da filosofia.

José Geraldo Couto, crítico de cinema, jornalista e tradutor; autor, entre outros livros, de André Breton (Brasiliense), Brasil: Anos 60 (Ática); escreve regularmente sobre cinema para a revista Carta Capital e mantém uma coluna de cinema no blog do Instituto Moreira Salles.

19h
Zero de Conduta
(Zéro de Conduite) de Jean Vigo. França. 1933. 44 min. Drama. Sem classificação.
Com Jean Dasté, Robert le Flon e Louis Lefebvre.
Alunos de escola careta e repressiva se rebelam e instauram perfeita anarquia.

O evento conta com o apoio do SESC – SC e da Aliança Francesa de Florianópolis.
Cineclube Badesc apresenta Mostra Paulo Emílio: 1916 – 2016


Categorias: Dezembro 2016
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 19 Outubro 2017 16ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão ... >> Música
até 19 Outubro 2017 Outubro Rosa 2017 no IFSC Câmpus Florianóp... >> Educação / Cursos
até 19 Outubro 2017 Semana da Rendeira com oficinas de renda d... >> Especiais / Outros
até 19 Outubro 2017 Inscrições para o ensino médio técnico gra... >> Educação / Cursos
até 20 Outubro 2017 Inscrições abertas para duas oficinas grat... >> Educação / Cursos
até 21 Outubro 2017 Aulões gratuitos de Defesa Pessoal e Sinto... >> Esportes


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar