FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Junho 2017
Mês dos Oceanos e das Tartarugas Marinhas no Projeto Tamar



Quando: durante junho, das 9h30 às 17h30
Onde: Projeto Tamar
Endereço: Rua Professor Ademir Francisco, 100 - Barra da Lagoa

O mês de junho tem sempre programação especial no Projeto Tamar e em várias partes do planeta, pois é quando o mundo inteiro volta sua atenção para as questões ambientais e propõe atividades para refletirmos. Em junho, celebramos a Semana do Meio Ambiente (05 a 11), o Dia Mundial dos Oceanos (08) e o Dia Internacional da Tartaruga Marinha (16) com curiosidades sobre as espécies que ocorrem no Brasil.

Em Florianópolis, o Projeto Tamar comemorara dessas importantes datas com uma programação especial de ações educativas relacionadas à conservação dos mares e oceanos, eventos culturais, exibição de filme e solturas de tartarugas marinhas reabilitadas. Os visitantes ainda podem participar da hora do banho e alimentação das tartarugas.

No Mês dos Oceanos TAMAR vai destacar o papel ecológico das tartarugas marinhas.

As tartarugas marinhas fazem parte de uma cadeia de relações ecológicas fundamental para o desenvolvimento e sobrevivência de todo o ecossistema que inclui as praias, as dunas e os oceanos. Durante sua longa existência, cada tartaruga marinha leva e traz toneladas de nutrientes e energia vital à sobrevivência de diversas formas de vida. Das tartarugas marinhas depende a existência de uma infinidade de peixes, crustáceos, moluscos, esponjas, medusas. Assim, elas são peças chave para a conservação dos oceanos e tema da programação do Mês dos Oceanos no TAMAR.

Engenheiras dos oceanos

A tartaruga-de-pente ajuda a manter a biodiversidade nos recifes de corais, pois pode se alimentar seletivamente de alguns grupos de esponjas. A tartaruga-verde consome toneladas de algas e grama marinha. Através de sua alimentação seletiva, estimula o crescimento de grama jovem, mais nutritiva. O caso da tartaruga-de-couro é interessante, conta a coordenadora de conservação e pesquisa do TAMAR, oceanógrafa Neca Marcovaldi. Durante anos, os pescadores têm observado um aumento considerável nas populações de águas-vivas no oceano Atlântico. Frequentemente, estas águas-vivas se concentram em regiões específicas em mar aberto, onde se alimentam de filhotes de peixes comercialmente importantes. Um dos principais predadores de águas-vivas é justamente a tartaruga-de-couro, uma das mais ameaçadas de extinção, por causa do alto índice de captura incidental pela pesca. Se o índice de mortalidade dessa espécie de tartaruga pela pesca incidental continuar crescendo, esse desequilíbrio pode condenar tanto as tartarugas como a atividade pesqueira, já que os estoques serão reduzidos drasticamente e o peixe pode até acabar.

Redes de pesca, anzóis, dentre outras pescarias, a degradação de áreas de desova, a fotopoluição e a poluição dos oceanos, além das mudanças climáticas, são os principais inimigos das tartarugas e podem interromper a chance de recuperação das cinco espécies que ocorrem no nosso país.

O Projeto TAMAR começou nos anos 80 a proteger as tartarugas marinhas no Brasil. Com o patrocínio da Petrobras, por meio do programa Petrobras Socioambiental, hoje o projeto trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Em Florianópolis, o Projeto Tamar é aberto a visitações diariamente, inclusive feriados, das 9h30 às 17h30.

Como chegar:
Chegando na Lagoa da Conceição, seguir pela rodovia SC-406, passando pela Praia Mole, até chegar à Barra da Lagoa. Na primeira bifurcação, virar à esquerda e seguir pelo Acesso Norte da Barra da Lagoa. No trevo do Acesso Norte, virar à direita e seguir até o loteamento Cidade da Barra, onde fica o Centro de Visitantes do Tamar, a cerca de 20km do Centro de Florianópolis (via Morro da Lagoa) e a 23km do aeroporto (via Rio Tavares).

Ingresso:
Inteira - R$ 15,00
Meia entrada - R$ 7,50 (Estudantes, crianças até 12 anos e pessoas acima de 60 anos)
Gratuito - Crianças até 1,20 m

Confira a programação no cartaz do evento:

Mês dos Oceanos e das Tartarugas Marinhas no Projeto Tamar


Categorias: Junho 2017
Tags: animais, Tamar
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 22 Junho 2018 Make Music Day terá aulas gratuitas de sete modalidades na Escola de Música Rafael Bastos
até 22 Junho 2018 Sala Verde UFSC promove atividades gratuitas
até 22 Junho 2018 Inscrições para 1.937 vagas em 49 cursos gratuitos técnicos e Proeja do IFSC
até 20 Julho 2018 12ª Feira de Artes Entremostras abre inscrições


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar