FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Abril 2016
Espetáculo "1717" da Dois Pontos Cia de DançaTeatro abre o Baila Floripa 2016



Quando: 21 Abril 2016, quinta-feira, às 20h30min
Onde: Teatro Ademir Rosa (CIC)
Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica
Quanto: R$40 inteira e R$20 meia-entrada
Evento no FB: www.facebook.com/events/779494892156751

Com o espetáculo “1717”, a Dois Pontos Cia de DançaTeatro abrirá a 15ª Mostra de Danças de Salão de Florianópolis – Baila Floripa, no dia 21 de abril, às 20h30, no Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC). A obra tem como tema Nossa Senhora Aparecida, cuja a imagem foi encontrada em outubro de 1717 no rio Paraíba do Sul, região de Guaratinguetá (SP), e que se tornou o primeiro ícone religioso nacional.

A escultura de 40 centímetros em terracota, enegrecida pela ação da água, foi içada em duas partes – o corpo e depois a cabeça – pela rede de pescadores que rogavam à Virgem Maria êxito nas suas funções fora da temporada. Unidos os pedaços, a pesca se fez farta e o acontecimento foi considerado a primeira intercessão da santa, posteriormente aclamada padroeira do Brasil.

A devoção perpetuada há quase 300 anos instigou os diretores Alexandra Klen e Ricardo Tetzner a desenvolverem este trabalho de dança-teatro, que é a primeira montagem da companhia fundada em janeiro de 2015, na capital catarinense. Para transpô-la ao palco, eles a coreografaram em quatro atos: “Anunciação” (a feitura em barro da mãe de Jesus e sua aparição no rio), “Peregrinação” (fé a caminho do santuário ou de si mesmo), “Pedidos e Agradecimentos” (profusão de milagres) e “Destruição e Coroação” (tempestade de pecados e a nova rainha).

“1717” estreou no ano passado, dia 12 de outubro – data dedicada às celebrações em homenagem à Nossa Senhora Aparecida –, na nave da Catedral Metropolitana de Florianópolis. A apresentação aberta ao público foi a primeira de um número de dança naquele local.

Além da abertura do Baila Floripa, agora a Dois Pontos prepara-se para exibir o espetáculo na Itália, no próximo 12 de outubro, a convite do Collegio Pio Brasilliano, instituição que todos os anos reúne a comunidade diplomática do Brasil em Roma e na Santa Sé nessa data. A iniciativa tem patrocínio institucional do Conselho Pontifício da Cultura do Vaticano, que nunca havia chancelado uma atração brasileira.

Diversidade e inclusão

Uma pesquisa meticulosa foi empreendida para imergir a plateia nessa história que envolve arte, religiosidade e cultura popular. Ora em grupo, ora em duos, sete bailarinos são conduzidos durante 67 minutos por uma trilha sonora enriquecida por composições de Chico Buarque a Vivaldi. O cenário, projetado para o caráter itinerante de “1717”, é minimalista e baseado nas peças do figurino criadas com técnicas de tear pela artista plástica Clara Fernandes, e traz também uma grande tela de construção que envolve o palco e os dançarinos. Segundo Tetzner, “são características alinhadas com a temática do espetáculo: simplicidade, esforço e construção”.

A coreografia costura vários estilos, como samba, danças urbanas, forró e ainda o improviso com jogos teatrais, refletindo a diversidade cultural das cidades brasileiras, de todos os tamanhos e regiões, que já ouviram falar de Nossa Senhora Aparecida. “A expectativa é de que o alcance e o impacto gerados sejam bastante significativos”, salienta o diretor.

Para incluir as minorias linguísticas no espetáculo, o elenco conta com uma tradutora e intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais), que faz parte do contexto e da composição coreográfica. Todos os bailarinos também aprenderam um pouco desta forma de comunicação. Conforme Alexandra, “é nos detalhes que a companhia manifesta sua missão de educar e inovar através da arte, além de seus valores, como a diversidade”.

Ricardo Tetzner

Bailarino de dança de salão desde 2005, com vivência na Kirinus Cia de Dança (SC), Mimulus Cia de Dança (MG), Sala B Corpo Escola de Dança (MG) e Ballet Jovem Palácio das Artes (MG). Apresentou-se em festivais por todo o Brasil, na França (Festival des Arts Multiples de Marseille/2011) e na Itália (Oriente/Occidente Festival International de Roceretto/2012). No Ritmo a Dois, concurso nacional de dança de salão em Joinville, conquistou o 1º lugar na categoria dança de salão – samba (2008) e o 1º lugar na categoria dança de salão – salsa (2009). Venceu o Baila Duo, campeonato de duplas promovido pelo Baila Floripa, em 2012. Foi diretor, coreógrafo e bailarino da Andantes Cia de Dança de 2012 a 2014. É diretor da Dois Pontos Cia de DançaTeatro e assina a direção geral e artística do espetáculo “1717”.

Alexandra Klen

Graduada e doutorada em engenharia mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), trabalhou na Alemanha como pesquisadora convidada, de 1991 a 1994. Realizou pós-doutorados na Alemanha e na Espanha. É consultora de gestão empresarial e gestão da inovação no Brasil e em diversos países da América Latina e da Europa. Entusiasta da cultura, iniciou seus estudos na dança de salão em 2005 e, desde o ano seguinte, dedica-se ao tango, aprofundando sua formação nessa área. Frequentou cursos e especializações no Brasil e no exterior. É diretora da Dois Pontos Cia de DançaTeatro, sendo responsável pela direção geral e artística do espetáculo “1717”.

Ficha técnica

Conceito e pesquisa: Dois Pontos Cia de DançaTeatro
Criação (elenco 2015): Alexandra Klen, Aline Mombelli, Arthur Fernandes, Juliana Querino, Leonardo Reis, Natália Rigo e Ricardo Tetzner
Elenco 2016: Alexandra Klen, Arthur Fernandes, Eliza Moritz, Juliana Querino, Leonardo Reis, Natália Rigo e Ricardo Tetzner
Tradução e interpretação em Libras: Natália Rigo
Obras de arte: Clara Fernandes
Figurinos: Janete Oliveira
Cenografia: Alexandra Klen e Ricardo Tetzner
Vestido de arame: Josiane WVieira, Gabriel Werlich, Kariny Cândido e Lara Lodi
Iluminação: Dayane Ros
Edição de som: Alexandre Green
Fotografia: Andre Maia, Alan Patrick Rajá e Vanessa Soares
Audiovisual: Hermínio d’Avila
Assessoria de comunicação e design gráfico: Angelita Corrêa
Direção geral e artística: Alexandra Klen e Ricardo Tetzner
Duração: 67 minutos
Recomendação etária: livre

Venda de ingressos: bilheterias dos teatros Ademir Rosa (Agronômica), Álvaro de Carvalho (Centro) e Pedro Ivo (Saco Grande), nas academias conveniadas à Acads (www.acads.org.br) e com integrantes da Dois Pontos (ciadoispontos@gmail.com ou 48 9115-4645)

Espetáculo "1717" da Dois Pontos Cia de DançaTeatro abre o Baila Floripa 2016


Categorias: Abril 2016
Tags: show, Dança
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 19 Junho 2018 Make Music Day terá aulas gratuitas de sete modalidades na Escola de Música Rafael Bastos
até 19 Junho 2018 12ª Feira de Artes Entremostras abre inscrições
até 19 Junho 2018 Inscrições para 1.937 vagas em 49 cursos gratuitos técnicos e Proeja do IFSC
até 20 Junho 2018 Sala Verde UFSC promove atividades gratuitas


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar