FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Junho 2016
Programação gratuita de junho do Cinema do CIC



Quando: 26 Junho 2016, domingo
Onde: Centro Integrado de Cultura (CIC)
Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica
Quanto: Gratuito

Em junho, Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) está com programação de grandes clássicos das décadas de 1960 a 1980 realizados por diretores latino-americanos. Para a primeira semana, estão programados os longas brasileiros Os deuses e os Mortos, de Ruy Guerra; e Cabra marcado para morrer, de Eduardo Coutinho.

As sessões são gratuitas e ocorrem todas as semanas, de quinta-feira a domingo, às 20h. A realização é uma parceria entre Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e o curso de graduação de Cinema da Unidade Pedra Branca, da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul).

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA PARA JUNHO DE 2016:

2 e 4 de junho de 2016 (Quinta e Sábado), às 20h
Os deuses e os Mortos
Direção: Ruy Guerra
Duração: 100min
Ano: 1970
País: Brasil
Classificação etária: 10 anos
Sinopse: Década de 30, no sul da Bahia, Brasil, as lutas pelas terras de cacau se intensificam. Um misterioso aventureiro sem nome, ou precedentes, cuja reputação é de ter levado 7 tiros e ter sobrevivido, decide se envolver na luta por terras de cacau. Ele planeja um grande golpe no poderoso Coronel Santana, para roubar suas terras, dinheiro e esposa.

3 e 5 de junho de 2016 (Sexta e Domingo), às 20h
Cabra marcado para morrer
Direção: Eduardo Coutinho
Duração: 120min
Ano: 1984
País: Brasil
Classificação etária: 12 anos
Sinopse: Início da década de 60. Um líder camponês, João Pedro Teixeira, é assassinado por ordem dos latifundiários do Nordeste. As filmagens de sua vida, interpretada pelos própios camponeses, foram interrompidas pelo golpe militar de 1964. Dezessete anos depois, o diretor retoma o projeto e procura a viúva Elizabeth Teixeira e seus dez filhos, espalhados pela onda de repressão que seguiu ao episódio do assassinato. O tema principal do filme passa a ser a trajetória de cada um dos personagens que, por meio de lembranças e imagens do passado, evocam o drama de uma família de camponeses durante os longos anos do regime militar.

9 e 11 de junho de 2016 (Quinta e Sábado), às 20h
Memórias de subdesenvolvimento
Direção: Tomas Gutierrez Alea
Duração: 110min
Ano: 1968
País: Cuba
Classificação etária: 10 anos
Sinopse: Cuba, início dos anos 1960. Logo após a revolução, os pais, os amigos e a esposa de Sergio (Sergio Corrieri) abandonam a ilha e partem para Miami, nos Estados Unidos. Subitamente sozinho em Havana, ele passeia pelas ruas, acompanha as mudanças e conhece a jovem Elena (Daisy Granados). Prêmio FIPRESCI e Prêmio Dom Quixote no Festival de Karlovy Vary de 1970.

10 e 12 de junho de 2016 (Sexta e Domingo), às 20h
Jango
Direção: Silvio Tendler
Duração: 115min
Ano: 1984
País: Brasil
Classificação etária: Livre
Sinopse: O governo de João Goulart enquanto presidente do Brasil (1961-1964). Trilha-sonora desenvolvida por Milton Nascimento e Wagner Tiso. A edição foi conduzida por Francisco Sérgio Moreira e os produtores associados foram Denise Goulart (filha do ex-presidente) e Hélio Paulo Ferraz. Jango levou mais de meio milhão de espectadores às salas de cinema, tornando-se o sexto documentário de maior bilheteria da história do cinema brasileiro.

16 a 18 de junho de 2016 (quinta-feira a sábado), em horários especiais
Mostra de Cinema do BRDE
Em comemoração pelos seus 55 anos de fundação, o BRDE organiza sua primeira Mostra de Cinema Brasileiro. São filmes produzidos na região sul, com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), do qual o BRDE é o agente financeiro. Esta primeira edição privilegia produções dos três estados da região, com exibições abertas ao público de 16 a 18 de junho, em parceria com o Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). Serão exibidos os filmes:

Dia 16 de junho (quinta-feira):
14h30: Iván (de Guto Pasko / PR)
20h: Para minha amada morta (De Aly Muritiba / PR)

Dia 17 de junho (sexta-feira):
14h30: Até que a sbórnia nos separe (De Otto Guerra e Ennio Torresan Jr / RS)
20h: Real beleza (De Jorge Furtado / RS)

Dia 18 de junho (sábado):
14h30: Bruxarias (De Virginia Curia Martinez / RS)
17h: Beira-Mar (De Filipe Matzembacher e Marcio Reolon / RS)
20h: Xucro - Oração do Amor Selvagem (De Chico Faganello / SC)

23 e 25 de junho de 2016 (Quinta e Sábado), às 20h
A Batalha do Chile - A Insurreição da Burguesia
Direção: Patrício Guzman
Duração: 89min
Ano: 1979
País: Chile, Cuba, França
Classificação etária: Livre
Sinopse: Considerado um dos melhores e mais completos documentários latino-americanos, A batalha do Chile é o resultado de seis anos de trabalho do cineasta Patrício Guzmán. A primeira parte da trilogia conta todas as ações da direita.

24 e 26 de junho de 2016 (Sexta e Domingo), às 20h
Chove Sobre Santiago
Direção: Helvio Soto
Duração: 112min
Ano: 1976
País: França
Classificação etária: 12 anos
Sinopse: Filme sobre o golpe militar no Chile em 1973. O filme retrata a preparação e o momento do golpe, quando o governo de Salvador Allende, estando totalmente isolado na área militar, é derrubado. Allende é vitorioso nas eleições presidenciais em 1970 e a Unidade Popular assume o governo, mas não o poder, pois o aparelho de Estado - a organização burocrático-militar - mantém-se intacta.
Programação gratuita de junho do Cinema do CIC


Categorias: Junho 2016
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 25 Junho 2018 Sala Verde UFSC promove atividades gratuitas
até 25 Junho 2018 Inscrições para 1.937 vagas em 49 cursos gratuitos técnicos e Proeja do IFSC
até 20 Julho 2018 12ª Feira de Artes Entremostras abre inscrições


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar