FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Julho 2016
Edição Manoel de Barros estreia ciclo de leituras "Poesia no Café"



Quando: 26 Julho 2016, Terça-feira, às 19h30min
Onde: Tralharia - Antiquário, Café, Bar
Endereço: Rua Nunes Machado, 104 - Centro
Quanto: Gratuito
Evento no FB: www.facebook.com/events/599323196914173
e-mail: contato@renatotapado.com

A partir de 26 de julho (terça-feira), às 19h30, o Tralharia será cenário do Poesia no Café, um ciclo de leituras protagonizadas pelo escritor Renato Tapado. Com cerca de 30 minutos, o ciclo tem a proposta de trazer ao público textos de autores consagrados, principalmente brasileiros, num flerte entre a poesia e a prosa. Nessa estreia, foi escolhido o escritor Manoel de Barros, em homenagem ao centenário de seu nascimento.

Segundo Renato, as leituras devem acontecer ao menos uma vez por mês, sempre numa terça-feira. “A ideia do ciclo, que já aconteceu aqui em Florianópolis e em Buenos Aires, é reunir pessoas num ambiente descontraído para escutar ótima literatura acompanhada de uma boa cerveja artesanal”, revela o escritor.

RENATO TAPADO é escritor, tradutor, revisor e professor. Formado em Letras Português/Espanhol e mestre em Teoria Literária pela UFSC, publicou seu primeiro livro em 1987: Poemas para quem caminha, Prêmio Luís Delfino de Poesia (Editora da UFSC). Também é autor de Massala (com Jayro Schmidt), Viagens (Editora da UFSC), O lugar do escritor: ensaio sobre Emil Cioran (Oficinas de Arte do CIC) e Mulher azul (diário feminino), que foi adaptado para o cinema por Maria Emília de Azevedo na França. Para a mesma diretora, Renato Tapado escreveu os textos do filme Roda dos expostos (Prêmio de Melhor Fotografia no Festival de Cinema de Gramado 2001). Trabalhou em Havana e em Buenos Aires. Em seu site, www.renatotapado.com, se encontram nove livros inéditos, além de aforismos, cartas, fragmentos de diários e outros textos.

MANOEL DE BARROS (1916—2014) é um dos maiores poetas brasileiros. Nascido no Mato Grosso morou no Rio de Janeiro, na Bolívia, no Peru e nos Estados Unidos, até voltar para o Brasil — Mato Grosso do Sul — onde foi criador de gado. Longe dos centros culturais mais importantes do País, construiu uma obra poética singular no panorama literário brasileiro, só comparável a João Guimarães Rosa. Recebeu dois Prêmios Jabuti, entre outros.

Para Carlos Drummond de Andrade, Manoel de Barros era o maior poeta brasileiro. Seus livros principais são: Livro de pré-coisas (1985), O guardador de águas (1989), O livro das ignorãças (1993) e Livro sobre nada (1996).

Para mais informações, curta a página de Renato Tapado: www.facebook.com/rtapado.poesia/ Edição Manoel de Barros estreia ciclo de leituras "Poesia no Café"

Categorias: Julho 2016
Deixe seu comentário!
comentários







Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 09 Dezembro 2016 Exposição "Conexões Viscerais" e... >> Exposições
até 14 Dezembro 2016 Inscrições para Projeto Verão Cultural CIC... >> Música
até 17 Dezembro 2016 Inscrições para oficinas gratuitas de comp... >> Educação / Cursos
até 25 Dezembro 2016 Inscrições abertas para o 4º Bazar Vegano ... >> Especiais / Outros
até 28 Maio 2017 Ironman Florianópolis 2017 abre inscrições >> Esportes
Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter
Buscar