FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Julho 2017
Programação gratuita do Cinema do CIC - Julho de 2017



Quando: 30 Julho 2017, domingo
Onde: Centro Integrado de Cultura (CIC)
Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica
Quanto: Gratuito

Em julho o Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) recebe lançamentos de filmes catarinenses, Mostra Café Preto, Mostra Feminista, cinema nordestino, entre outras produções. As sessões têm entrada gratuita e ocorrem sempre de quinta-feira a domingo, às 20h. A realização é uma parceria da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), administradora do espaço, e da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) campus Pedra Branca.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA PARA JULHO DE 2017:

29 de junho e 1º de julho de 2017 (quinta-feira e sábado), às 20h:

Noites brancas
Direção: Luchino Visconti
Duração: 97 min
País: Itália
Ano: 1957
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Em Livorno, numa noite de inverno, o solitário Mario conhece a ingênua Natalia, que chora à espera de seu grande amor. Nas noites seguintes, Mario apaixona-se por Natalia, sem saber o que o destino reserva para eles. Uma novela de Dostoiévski.

30 de junho e 2 de julho de 2017 (sexta-feira e domingo), às 20h:

Cidade dos sonhos
Direção: David Lynch
Duração: 147 min
País: Estados Unidos e França
Ano: 2001
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Um acidente automobilístico na estrada Mulholland Drive, em Los Angeles, dá início a uma complexa trama que envolve diversos personagens. Rita (Laura Harring) escapa da colisão, mas perde a memória e sai do local rastejando para se esconder em um edifício residencial que é administrado por Coco (Ann Miller). É nesse mesmo prédio que vai morar Betty (Naomi Watts), uma aspirante a atriz recém-chegada à cidade que conhece Rita e tenta ajudar a nova amiga a descobrir sua identidade. Em outra parte da cidade o cineasta Adam Kesher (Justin Theroux), após ser espancado pelo amante da esposa, é roubado pelos sinistros irmãos Castigliane.

6 de julho de 2017 (quinta-feira), às 20h:

Lançamentos Catarinenses

Estranhos prazeres
Direção: GringoStarr
Duração: 15min

O depoimento de Ivo Zimmerman
Direção: Rodrigo Araújo e Thiago Soares
Duração: 35min
Sinopse: Quando o detetive Ivo Zimmerman é contratado pelo agricultor Joaquim Demétrio para investigar eventos ocorridos em sua fazenda, ele se depara com o caso mais perturbador de sua vida. Uma situação extrema que desafia muito além de suas habilidades investigativas epõe em jogo sua própria vida.

7 e 9 de julho de 2017 (sexta-feira e domingo), às 20h:

Danado de bom
Direção: Deby Brennand
Duração: 75min
Ano: 2016
País: Brasil
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: Nascido em Arcoverde, no sertão pernambucano, menino solitário criado pelo pai depois que a mãe foi embora, João Silva descobriu cedo a paixão pelos ritmos nordestinos, como o baião, o xote e o forró. Ainda garoto, decidiu ir para o Rio de Janeiro, para conhecer o ídolo Luiz Gonzaga. Os dois, que a princípio se estranharam, acabaram tornando-se não só grandes amigos, mas parceiros em muitos sucessos, como “Doutor do Baião”, “Nem se despediu de mim” e “Pagode Russo”.

8 de julho de 2017 (sábado), às 19h:

Mostra Café Preto Filmes
Em comemoração ao primeiro ano da produtor a audiovisual Café Preto Filmes, vamos trazer palestras e filmes dedicados ao público catarinense. A primeira palestra,"Mulheres no Cinema" irá aborda igualdade de gênero no sete no mercado audiovisual, e a segunda palestra tem como tema o workflow de edição e finalização profissional de filmes.

Vermelho unissex
Direção: Sérgio Azevedo
Duração: 18min
Ano: 2017
País: Brasil
Sinopse: Vicente vive uma vida dupla, um desejo oculto que gera uma crise no seu casamento com Laura, uma professora de dança. Em meio à rotina do casal, um turbilhão de sons, ritmos e um vestido vermelho, que cabe no corpo dos dois.

A casa morta dos meus avôs
Direção: Leandro Cordeiro
País: Brasil
Sinopse: "A Casa Morta de meus Avós" é sobre a casa dos avós maternos do diretor na colônia Mariental no município da Lapa/PR. Apenas com fotografias da casa dias antes de ser demolida e de arquivos da família, retrata um pouco da história dos descendentes dos alemães Volga que vieram para o Brasil no século XIX.

13 e 15 de julho de 2017 (quinta-feira e sábado), às 20h:

As ruas de Casablanca
Direção: Nabil Ayouch
Duração: 99min
Ano: 2000
País: Marrocos
Sinopse: Ali (Abdelhak Zhayra), Kwita (Mounim Kbab), Omar (Mustapha Hansali) e Boubken (Hicham Moussoune), todos com 12 anos, são meninos de rua em Casablanca. As ruas são sua casa e as pessoas que nelas moram, sua família. Sem ter para onde ir nem onde se esconder, a sobrevivência é um problema cotidiano e a amizade o elo insubstituível que os une. Até que um dia Ali é morto - teve sua vida abreviada por um ato de vingança de uma gangue rival. Seus amigos bem que poderiam abandoná-lo ali, morto, mas decidem dar-lhe o enterro que merecia - o de um rei.

14 e 16 de julho de 2017 (sexta-feira e domingo), às 20h:

O quarto de paredes espessas
Direção: Masaki Kobayashi
Duração: 110min
Ano: 1956
País: Japão
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: O Quarto de Paredes Espessas mostra o drama vivido pelos japoneses acusados por crimes na Segunda Guerra Mundial. Estresse, traumas, esgotamento físico e mental, alucinações e os fantasmas do passado perseguem os presos, que aguardaram durante anos por uma definição política que resolvesse a situação deles. Baseado em relatos de prisioneiros, foi o filme mais controverso e polêmico do diretor Masaki Kobayashi, com uma forte crítica ao sistema militar da época.

Mostra de Cinema Feminista
A programação inclui 15 filmes dirigidos por mulheres, entre curtas e longas, que fizeram parte da 3ª edição da Mostra de Cinema Feminista, realizada em Belo Horizonte no mês de março.

20 de julho de 2017 (quinta-feira), às 20h:
Tema: A mulher e a Cidade

Filhas da Síria
Direção: Stheffany Fernanda
Duração: 3min30seg
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: O curta-metragem narra a história de três mulheres sírias depois da guerra e sua adaptação em um país novo com uma cultura diferente.

Ocupação Hotel Cambridge
Direção: Andrea Mendonça
Duração: 24min
Ano: 2015
País: Brasil
Sinopse: O curta-metragem retrata o funcionamento do movimento de moradia sem teto do Centro da cidade de São Paulo, Frente de Luta Por Moradia (FLM) por meio do cotidiano dos moradores da Ocupação Hotel Cambridge.

O Mais Barulhento Silêncio
Direção: Marcela Moreno
Duração: 15min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Um filme-ensaio composto por quatro relatos de mulheres que foram estupradas por seus parceiros íntimos, homens que elas conheciam. Em um cenário alegórico, elas compartilham suas memórias mais íntimas e dolorosas e refletem sobre o que é ser mulher neste mundo. Este mundo é feito para nós?

Precisamos Falar do Assédio
Direção: Paula Sacchetta
Duração: 80min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Na semana da mulher, uma van-estúdio parou em nove locais em São Paulo e no Rio de Janeiro. O objetivo era coletar depoimentos de mulheres vítimas de qualquer tipo de assédio. Ao todo, 140 decidiram falar. São relatos de mulheres de 15 a 84 anos, de zonas nobres ou periferias das duas cidades, com diferenças e semelhanças na violência que acontece todos os dias e pode se dar dentro de casa, em um beco escuro ou no meio da rua, à luz do dia. O filme traz uma amostra significativa, 26 deles. Nos depoimentos puros, sem qualquer tipo de interlocução, acompanhamos um desabafo, um momento íntimo ou a oportunidade de falarem daquilo pela primeira vez.

21 de julho de 2017 (sexta-feira), às 20h:
Tema: Sexualidade

Diva
Direção: Clara Bastos
Duração: 17min40
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Camila se aproxima das drag queens que habitam a pensão de Bella.

Na Esquina da Minha Rua Favorita com a Tua
Direção: Alice Name-Bomtempo
Duração: 18min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Helena foi ao cinema e conheceu Tainá. Tudo que aconteceu depois foi só um quasee, por algum motivo, não foi. Ou talvez tenha sido.

Arrasa, manx!
Direção: Sofia Amaral
Duração: 15min17
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Um retrato da juventude LGBT da periferia de SãoPaulo. Através das personagens Jasmyn e Edy vamos saber o que essa galera imponderada pensa sobre família, trabalho, preconceito e amor, como lidam com as “tretas” do cotidiano, e o que sonham para o futuro.

Prepara!
Direção: MurielAlves
Duração: 15min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: A história da primeira turma de um curso pré-vestibular voltado para travestis e transexuais narrada através de saltos altos, apliques, canetas, cadernos, preconceitos e sonhos.

Avesso
Direção: Julia Morais
Duração: 08:57min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: As memórias de Teresa nos permitem adentrar no universo underground de Salvador. As suas experiências retratam uma face da juventude da cidade mais negra fora de África e a forma como se apropriam da estética ousada do afropunk. Cercada de pessoas engajadas a romperem os padrões normativos da sociedade, a vida de Teresa permeia temas como gênero, sexualidade, diversidade, raça e empoderamento.

22 de julho de 2017 (sábado), às 20h:
Tema: Feminismo Negro

Antonieta
Direção: Flávia Person
Duração: 15min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: “Antonieta”, um documentário sobre Antonieta de Barros (1901-1952), mulher, negra, professora, cronista, feminista e em 1935 se tornou a primeira negra a assumir um mandato popular no país.

Dandaras: a Força da Mulher Quilombola
Direção: Anna Carolina Fernandes e Amaralina Fernandes
Duração: 30 min
País: Brasil
Ano: 2015
Sinopse: Apresenta as histórias de cinco lideranças quilombolas do Estado de Minas Gerais e suas trajetórias de engajamento.

Lúcida
Direção: Caroline Neves e Fabio Rodrigo
Duração: 16min
Ano: 2015
País: Brasil
Sinopse: Mas eu nem sei se ela tem alguma coisa para cozinhar, porque ela não me fala.

Do que aprendi com minhas mais velhas
Direção: Susan Kalik e Fernanda Júlia
Duração: 26min
Ano: 2017
Pais: Brasil
Sinopse: Do que aprendi com minhas mais velhas é um documentário sobre a fé no Candomblé e como essa fé é transmitida de geração em geração. Um filme onde mulheres importantes no Candomblé da Bahia falam como aprenderam com seus mais velhos e como ensinam seus mais jovens. Um filme sobre tradição, amor e religiosidade.

23 de julho de 2017 (domingo), às 20h:
Tema: Astros

Um andar sobre o mar
Direção: Cris Ventura
Duração: 8min
Ano: 2016
Pais: Brasil
Sinopse: Nosso corpo é nosso mar. Tudo sai e tudo retorna a ele. Nossos corpos são águas em movimento, estado transitório, ambivalente, de incertezas e de escolhas. Espaço primordial que a mente habita, que guarda em si a vida e a morte, a comunhão e a solidão.

Lua em Sagitário
Direção: Marcia Paraiso
Duração: 100min
Ano: 2016
País: Brasil
Sinopse: Ana tem 17 anos e vive em uma pequena cidade na fronteira do Brasil com a Argentina, um lugar sem sinal de celular, sem internet banda larga e sem opções de lazer. Seu refúgio é "A Caverna", um misto de lan house e sebo de livros e discos, tocada pelo misterioso argentino LP. É lá que Ana conhece e se apaixona por Murilo, que nasceu e cresceu em um assentamento da reforma agrária. Esse amor proibido a faz fugir na aventura de cruzar o estado de moto para participar de um festival musical.

27 e 29 de julho de 2017 (quinta-feira e sábado), às 20h:

Fátima pode ser considerada um polo de produção cinematográfica do sertão baiano; todos os anos novos filmes vêm sendo produzidos e divulgados ao público. O responsável pelo feito é Dalmy Ribeiro (mais conhecido como "Mi"), dono de uma videolocadora de filmes piratas (Fátima tem pouco mais de 20.000 habitantes e sequer existe cinema), que por paixão à sétima arte começou a fazer seus próprios filmes.

O cangaceiro mascarado do sertão
Direção: Marta Almeida
Duração: 140min
Ano: 2014
País: Brasil
Sinopse: Mariana (Marta Almeida) presencia a morte de seus pais, Manuel (Zé Arnaldo) e Mariana (Cleide Selma) por jagunços do coronel Francisco (Toinho). A partir daí surge uma sede de vingança aliada à história idêntica dos pais de Jonas (Lucas) surge então no caminho dessa saga um Homem mascarado fazendo justiça com as próprias mãos. A história sertaneja, suas dificuldades e lutas por uma vida melhor. Um filme brasileiro, escrito e dirigido por Dalmy Ribeiro, homenageia alguns idealizadores que marcaram história na cidadede Fátima, no nordeste da Bahia e regiões. “O Cangaceiro mascarado do sertão” é inspirada na verdadeira historia do nosso povo e conta com trilha sonora de artistas genuinamente fatimense.

Dia 29 de julho (sábado), às 16h:

Cineclube Infantil
O Cineclube Infantil exibe todos os sábados os filmes premiados na Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. A iniciativa é uma parceria entre a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Museu da Imagem e do Som (MIS/SC), e a organização da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

Sessão de curtas-metragens (os melhores da 16ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis):
Eric acorde • de Telmo Carvalho, animação, CE, 2016, 7 min
O menino leão e a menina coruja • de Renan Montenegro, ficção, DF, 2017, 16 min 05 seg
Vento • de Betânia Furtado, animação RS, 2016, 13 min 50 seg
Ilha das crianças • de Zeca Ferreira, ficção, RJ, 2016, 12 min
Òrun Àiyé – a criação do mundo • de Jamile Coelho e Cintia Maria, animação, BA, 2015, 12 min)

28 e 30 de julho de 2017 (sexta-feira e domingo), às 20h:
Fátima pode ser considerada um polo de produção cinematográfica do sertão baiano; todos os anos novos filmes vêm sendo produzidos e divulgados ao público. O responsável pelo feito é Dalmy Ribeiro (mais conhecido como "Mi"), dono de uma videolocadora de filmes piratas (Fátima tem pouco mais de 20.000 habitantes e sequer existe cinema), que por paixão à sétima arte começou a fazer seus próprios filmes.

A vingança de um tropeiro
Direção: Dalmy Ribeiro
Duração: 98min
País: Brasil
Sinopse: Em meio à caatinga nordestina tropeiros viajantes: Jerônimo (Zé Arnaldo), Alfredo (Sabiá) e Biló (Zezinho) são assaltados por bandidos. Surge então no caminhoo justiceiro Fernandes (Dalmy Ribeiro) que presenciou o assassinato de seu pai Zezeca (Zé Amâncio) por bandidos do coronel Venâncio (Toinho). Diante dos fatos o coronel Francisco (Sorria) nomeia quatro mulheres a delegadas: Ana (Marta Almeida), Nalva (Tininha Santana), Catarina (Rosana Souza) e Paula (Vanessa Andrade) para dar um basta no que vem acontecendo na região.
Programação gratuita do Cinema do CIC - Julho de 2017


Categorias: Julho 2017
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 20 Maio 2018 Tour Gratuito do Sol Poente em Santo Antônio de Lisboa com Guia Manezinho
até 25 Maio 2018 Inscrições para Oficina gratuita de Relaxamento e Meditação na UFSC


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar