FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Outubro 2017
16ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex) terá 154 minicursos gratuitos e programação cultural



Quando: 19, 20 e 21 de outubro, a partir das 9h
Onde: pavilhão na Praça da Cidadania, em frente à Reitoria, UFSC
Quanto: Gratuito

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realizará, entre os dias 19 a 21 de outubro de 2017, a maior mostra científica do estado: a 16ª edição da Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex), que, este ano, acompanha o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) “A Matemática está em tudo”.

As atividades da Sepex são gratuitas e podem ser visitadas das 9h às 19h, na quinta e sexta-feira (dias 19 e 20), e das 9h às 12h, no último dia (21), sábado.

A Sepex possui uma variada programação com projetos desenvolvidos na UFSC. Serão aproximadamente 150 estandes nas áreas de Comunicação, Cultura, Educação, Tecnologia, Ambiente, Trabalho, Direito, Saúde, entre outras. A visitação aos estandes é concentrada em um único pavilhão. Todos são distribuídos em aproximadamente três mil metros quadrados, em uma área coberta especialmente montada para abrigar o evento no coração do campus sede: a Praça da Cidadania, em frente à Reitoria, no bairro Trindade, em Florianópolis. Os estandes, como nas edições anteriores, são agrupados por área de conhecimento, para facilitar a circulação das pessoas, conforme seus interesses.

O caráter democrático, tanto em temas, quanto em formatos e públicos, é característico do evento desde a sua concepção. A mostra, entretanto, vai muito além do debate científico e acadêmico, com atrações artísticas e culturais para todas as idades. A Editora da UFSC também estará presente com todos os livros com preços promocionais.

Durante os três dias de evento, voltado para a comunidade interna e externa da UFSC, haverá 154 minicursos e diversas apresentações artístico-culturais. Os interessados em participar dos minicursos deverão acessar a página sepex.ufsc.br para consultar a lista de minicursos disponíveis e fazer sua inscrição até sábado, 21 de outubro. As vagas são limitadas.

Os minicursos são gratuitos e abordam diversos temas, entre elas: clima, tecnologia, línguas, história, filosofia, saúde, arte, design, nutrição, direito, meio ambiente, feminismo, gênero, sexualidade, corpo, cinema, higiene, lixo. Os minicursos serão realizados em diversos locais: salas de aula, auditórios, salas de Grupos ou Núcleos de Pesquisa, conforme a especificidade de cada atividade. Para receber o certificado de participação é obrigatória a inscrição prévia no minicurso e a assinatura na lista de presença.

A Sepex é um dos maiores eventos de divulgação científica da UFSC e um dos mais importantes de Santa Catarina. A primeira Sepex ocorreu em novembro de 2000, no âmbito das comemorações dos 40 anos da UFSC. Desde 2000, o encontro reúne trabalhos desenvolvidos na Universidade em uma mostra científica aberta ao público, em pavilhão montado na Praça da Cidadania, em frente à Reitoria, no Campus Florianópolis, no bairro Trindade.

A partir de 2007, passou a ser realizada todos os anos, englobando feiras de livros, exibições artísticas e culturais, minicursos, debates e outras atividades. Desde 2009, o evento ocorre na terceira semana de outubro, concomitante com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Para a 16ª edição, estima-se a participação de 50 mil visitantes, muitos deles estudantes do ensino fundamental e médio de diversos municípios. As escolas podem visitar a Sepex a partir de parceria com a própria universidade, que fornece ônibus para o transporte dos estudantes.

Cobertura do evento

A abertura do Pavilhão da Sepex e a visitação acontecem a partir das 9 horas desta quinta-feira. A Agecom transmite ao vivo a cerimônia de abertura, dia 19, a partir das 9 horas pelo facebook: www.facebook.com/UniversidadeUFSC. Dentre os estandes, um em especial apresentará ao público a cobertura do evento: o da Agência de Comunicação (Agecom) e TV UFSC. Os órgãos oficiais de imprensa da UFSC desenvolverão suas atividades em espaço próprio no pavilhão da Sepex. Além da cobertura in loco, será possível aos visitantes acompanhar as informações em tempo real. A maior novidade deste ano fica por conta da cobertura ao vivo via redes sociais. O objetivo é aproximar a comunidade interna e externa e prestigiar o maior evento de divulgação científica de Santa Catarina.

Visitação:
Dias 19 e 20 de outubro das 9h as 19h (quinta e sexta-feira)
Dia 21 de outubro das 9h as 12h (sábado)

PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICO-CULTURAL DA 16ª SEPEX
Local: Palco do Pavilhão da Sepex – Praça da Cidadania da UFSC

Dia 19 ( Quinta-feira )

09h00 – Abertura do Pavilhão da SEPEX e Visita aos Estandes

10h00 – Boi-de-Mamão do NDI – apresentação de música e dança, numa das mais tradicionais manifestações folclóricas da Ilha de Santa Catarina, com crianças do período matutino do Núcleo de Desenvolvimento Infantil da UFSC.
Coordenação: Arte-educadora Vânia Maria Broering e Professora Juliane Mendes Rosa La Banca. NDI/CED/UFSC.
[30min.]

11h00 – Sarau em LIBRAS – sarau em Língua Brasileira de Sinais, em que poetas surdos apresentam suas poesias, as quais refletem a sua emoção e os seus sentimentos: alegrias, tristezas, formas de percepção do mundo e sonhos. Trata-se de um gênero da Literatura Surda que mescla vários recursos e poéticas.
Coordenação: Profa. Fernanda de Araújo Machado – Curso de LIBRAS/ CCE/UFSC.
[30min.]

12h30 – Show Musical – Banda Banana Orgânica – Com composições autorais, letras carregadas de significado e alegria, a banda traz influências como rock, samba e funk, incorporando referências literárias, fazendo um som bem diferente. A banda é um projeto musical dos irmãos Fabiano e Fabrício Foresti que se juntaram ao baixista Jhonatan do Amaral. O show é gratuito e aberto à comunidade.
Coordenação: Rosemar da Silva. CCEven/SeCArte/UFSC
[50min.]
Local: Varandão do Centro de Cultura e Eventos da UFSC – Praça da Cidadania

14h00 – Pegando do Resto – intervenção teatral em que as máscaras larvárias do Grupo Abaporu (formado por alunos e graduados do Curso de Artes Cênicas da UFSC), circulam pelo evento para encontrarem mais pessoas para esperar por Godot. Acessível a todas as idades e culturas, a intervenção não possui nenhuma fala.
Direção: Blenda Trindade.
Elenco: Igor Gomes, João Quinalha, Laura Wilbert Gedoz, Maykon José e Pitita Blasius.
Produção executiva: Olivia Dias.
Produção, cenografia, figurinos, trecos e cacarecos: Grupo Abaporu.
Orientação: Profa. Maria de Fátima “Sassá” de Souza Moretti.
[30 min.]

15h00 – Boi-de-Mamão do NDI – apresentação de música e dança, numa das mais tradicionais manifestações folclóricas da Ilha de Santa Catarina, com crianças do período vespertino do Núcleo de Desenvolvimento Infantil da UFSC.
Coordenação: Arte-educadora Vânia Maria Broering e Professora Juliane Mendes Rosa La Banca. NDI/UFSC.
[30min.]

16h00 – Cantando a Vida: Uma Performance Musical Inclusiva – momento musical inclusivo com a Associação Caminhos para a Vida (ACV), ONG que oferece qualidade de vida estimulando a autonomia, comunicação, inclusão e interação social em um projeto de atendimento para jovens e adultos com deficiência intelectual. Com violão, flauta, percussão e voz, músicas populares e também composições próprias da ACV são apresentadas, sob a supervisão da musicoterapeuta Bárbara Trelha Oliveira. Em parceria com a ACV, a Sala Verde UFSC/PROEX, tem desenvolvido um trabalho inclusivo socioambiental, sob a coordenação da bióloga Marlene Alano Coelho Aguilar.
[20min.]

17h00 – A Energia da Alegria – trabalho do Núcleo de Humanização, Arte e Saúde, a minipeça de teatro apresenta uma situação de dificuldades para a realização de uma visita domiciliar de um grupo de Doutores Palhaços (Terapeutas da Alegria). Trabalha a busca da superação, mostrando as formas criativas como os terapeutas devem lidar em seus processos de intervenção. Trabalha, a partir deste roteiro, valores preconizados pelos terapeutas, tais como união, solidariedade, altruísmo, interdisciplinaridade, compartilhamento de conhecimentos e trabalho em equipe.
Coordenação: Prof. Walter Ferreira de Oliveira (Depto. de Saúde Pública/CCS/UFSC).
[30min.]

18h15 – Grupo Abayomi: Dança e Percussão – apresentação de alguns ritmos e danças da Guiné que foram desenvolvidos durante as oficinas de 2017. O formato será em roda, e o convite é para todos entrarem no ritmo e dançarem junto com o grupo. Formado na UFSC em 2009, o Grupo Abayomi pesquisa diferentes matrizes da dança e percussão do Oeste africano. Integra o projeto de Extensão “Coletivo Afro Floripa” do CED/UFSC.
Coordenação: Simone Fortes (dançarina e coreógrafa) e Erik Dijkstra (músico).
[40min.]

Dia 20 ( Sexta-feira )

10h00 – Contarolando – apresentação de contações de história com o grupo cênico-literário Contarolando integrado por alunos da Pedagogia (UFSC). O projeto “Contarolando​ ​em​ ​Formação​ ​e​ ​Ação:​ ​Co(a)ntando​ ​a​ ​Literatura​ ​de​ ​Temática​ ​Afro-brasileira e​ ​Africana​ ​para​ ​Infância”, surgiu como desdobramento de pesquisa de Pós-Doutorado junto ao Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE), da UFSC. O grupo esta vinculado a projetos de Extensão do Depto. de Metodologia de Ensino/CED, em parceria com o Programa de Educação Tutorial (PET) do Curso de Pedagogia.
Coordenação: Profa. Eliane Debus (MEN/CED/UFSC).
[20min.]

13h15 – Sarau Vozes Negras – um momento de recitar poesia negra com o objetivo de erguer palavras, versos, punhos e trazer à tona a força da poesia e ancestralidade negras. Segundo o grupo, “a poesia é força, e a palavra viva faz circular afetos, afagos e revoltas, nos colocando em roda, abrindo olhos, ouvidos e corações, e nos possibilitando o reconhecimento coletivo e o tecer de fios e laços presentes, passados e futuros”. O recital é aberto a quem quiser recitar versos próprios ou de outros escritores negros. O Sarau Vozes Negras surgiu de inquietações intelectuais de pós-graduandos negros da UFSC.
Coordenação: Jessica F. Oliveira de Jesus, mestranda em Estudos da Tradução (PGET/UFSC).
[30min.]

14h00 – Itaguaí é Aqui – apresentação de peça em adaptação cômica da obra de Machado de Assis “O Alienista”. O tema central é o poder psiquiátrico. O objetivo do grupo é mostrar que “O Alienista”, publicado em 1881/82, continua bem atual. O Grupo de Teatro, Cinema e Terapia para Usuários do CAPS é um projeto de extensão do Departamento de Psicologia da UFSC. Os atores são usuários do CAPS e alunos do Curso de Graduação em Psicologia da UFSC (além do coordenador do projeto).
Coordenação: Prof. Marcos Eduardo Rocha Lima (Marquito).
[30min.]

15h00 – Vozes da Ilha – apresentação do Grupo de Canto Vozes da Ilha, do Centro de Estudantes do Núcleo de Estudo da Terceira Idade (NETI / PROEX) da UFSC, com músicas do repertório popular brasileiro.
Regente: Nilzon Aguiar. Coordenação: Eddy Frantov.
[20min.]

15h30 – O Entardecer do Samba – apresentação de canções populares com o Grupo de Canto “Manezinhas em Flor”, composto por integrantes do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC.
Regência: Nilzon Aguiar. Coordenação: Urilda Soares – Voluntária do NETI / PROEX.
[20min.]

16h00 – Grupo de Dança Renascer do NETI – apresentação de três coreografias: Encantos da Ilha da Magia, Encontros, e Tango Flamenco, com integrantes do projeto Dança e Movimento na Terceira Idade do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI)/PROEX/UFSC.
Coordenação: Elsa Casalett, voluntária do NETI.
[20min.]

18h00 – Danças do Projeto Práticas Corporais
– Dança Cigana Indiana: Coreografia: Alapadma; Bailarinas: Dani Knihs, Elsa Cassaleti, Raisa Sagredo, Gabi Beck; Coreógrafa: Criação Coletiva
- Jazz Dance: Coreografia: Eclipse; Bailarinas: Alunas do Projeto Práticas Corporais; Coreógrafa: Bruna Letícia
- Fusão de Danças: Coreografia: Carimbozão; Bailarina: Anita Malcher; Coreógrafa: Anita Malcher
- Jazz Funk: Coreografia: Lua Vermelha; Bailarinas: Alunas do Projeto Práticas Corporais; Coreógrafa: Bruna Letícia
- Dança Árabe fusão: Coreografia: No ritmo da lua; Bailarinas: Gabrielle Beck; Coreógrafa: Gabrielle Beck
- Dança Burlesca: Coreografia: Mistérios da Noite; Bailarinas: Alunas do Projeto Práticas Corporais; Coreógrafa: Criação Coletiva
- Dança Cigana Russa: Coreografia: Crescente; Bailarinas: Alunas do Projeto Práticas Corporais; Coreógrafa: Dani Knihs
- Danças do Pará: Coreografia: Banzeiro; Bailarinas: Alunas do Projeto Práticas Corporais; Coreógrafa: Anita Malcher /
- Dança Contemporânea: Coreografia: Essa entre dança; Bailarinos: Jaqueline, Kris, Paula, Fernanda, Mariah, Priscila e Marília; Coreógrafo: Giovanni Scotton. Projeto Práticas Corporais do CDS/UFSC.
Coordenação: Profas. Cristiane Ker & Luciana Fiamoncini.
Tempo total das danças: [40min.]

Dia 21 ( Sábado )

11h00 – Nós & Vozes: Nossa Voz é uma Viagem – um voo musical pelos temas de filmes que marcaram a juventude dos anos 80 e 90, dando uma parada nos jingles de propagandas inesquecíveis, tudo isso regado a boa música brasileira. Grupo integrado por alunos e docentes da UFSC e pessoas da comunidade. Repertório em arranjo vocal, a cappella.
Coordenação: Paulo Moreira (Paulo Sol).
[30min.]



Estandes da área de Saúde oferecem serviços à comunidade, confira alguns dos serviços prestados:

Centro de Informações Toxicológicas de Santa Catarina (CIT/SC)
Apresentação do CIT, mostra da coleção biológica/didática, relatos de casos, estatísticas, entrega de material informativo.

Horto Didático de plantas medicinais do Hospital Univeristário (HU/UFSC)
Divulgação de trabalhos, fotos, plantas. Servirão chás aromáticos.

Grupo de gestantes e casais grávidos da UFSC
Apresentação do grupo de extensão por meio de flyers, banners dos trabalhos de pesquisa do grupo, vídeos. Exposição sobre parto humanizado, boneco para demonstração do parto, materiais sobre aleitamento materno, mama cobaia, banheiras para demonstração de banho do recém-nascido.

Banco de Sangue do HU
Conscientização do verdadeiro significado da doação de sangue, orientações e esclarecimentos de dúvidas; vídeo e cartazes da campanha – elaborados pelo curso de Design da UFSC -; demonstração de uma bolsa de sangue utilizada nas coletas; tipagem sanguínea feita em lâmina, manual do uso racional do sangue, educação para os riscos de doenças transmissíveis.

Doenças silenciosas
Entrega de flyers, tabelas de avaliação e folderes com informações do projeto de extensão “Princípios Básicos de um Viver Saudável”, avaliação antropométrica, questionário do estilo de vida e previsão da idade biológica.

Venha conhecer a idade do seu coração
Avaliação de risco cardíaco. Entrevista com o visitante, onde serão avaliados aspectos como tabagismo, pressão arterial, diabetes etc. Coleta de sangue para dosar alguns fatores, como a glicose. As informações coletadas são analisadas para calcular a previsão de risco cardíaco em 10 e 30 anos, dependendo da idade da pessoa. Se a pessoa possuir mais de 30 anos é possível saber a idade do coração. Conscientização para a mudança de hábitos.

Residência Multiprofissional em Saúde da Família
Mostra de plantas medicinais resultante dos trabalhos dos residentes (Enfermagem, Farmácia, Odontologia, Nutrição, Serviço Social e Educação Física) nas unidades básicas de saúde. Auricoloterapia.

Museu de Anatomia Patológica (SAP/HU)
Espaço didático para aulas práticas da área da Saúde. Exibição de vídeos ilustrativos e peças para divulgação do museu.

Teste rápido para HIV e Sífilis

Testagem rápida para HIV e Sífilis aos participantes da Sepex, com idade superior a 18 anos, e comparação dos resultados com uma opção de teste combinado que detecta no mesmo dispositivo de testagem anticorpos anti-HIV e anti-treponema pallidum e, se for uma boa opção, facilitará as rotinas de maternidades, Atenção Básica, CTAs e outros locais que realizam testes rápidos.

A oferta de testagem para HIV faz parte da política de acesso ao diagnóstico que objetiva identificar o maior número possível de pessoas infectadas para ofertar imediatamento o tratamento. Essa política de tratar rapidamente tem por objetivo preservar o sistema imunológico do indivíduo e diminuir o risco de transmissão da infecção. Sabe-se que pessoas com carga viral indetectável do HIV têm pouca chance de transmitir a infecção.

Por sua vez, a oferta de teste rápido para sífilis tem por objetivo identificar os casos e tratar os indivíduos para conter a infecção, que atualmente está evoluindo para caráter epidêmico. Além disso, evita as consequências da sífilis não tratada, incluindo a congênita.

No estande haverá a participação de um médico que vai tratar os casos de sífilis e encaminhar os possíveis casos de infecção pelo HIV para realizar o exame de carga viral e atendimento na Rede Básica de Atenção à Saúde.

Mais informações: sepex.ufsc.br
16ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex) terá 154 minicursos gratuitos e programação cultural


Categorias: Outubro 2017
Tags: cursos, Sepex, UFSC
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 24 Novembro 2017 Inscrições para curso gratuito de Formação... >> Educação / Cursos
até 26 Novembro 2017 5ª Edição da Orquestra de Baterias >> Música
até 29 Novembro 2017 Palestra gratuita sobre fotografia básica >> Educação / Cursos
até 10 Dezembro 2017 Inscrições para 3.224 vagas em cursos grat... >> Educação / Cursos
até 10 Dezembro 2017 Udesc abre inscrições para formação comple... >> Educação / Cursos


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar