FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Novembro 2017
4º Festival Internacional de Cinema Socioambiental Planeta.Doc



Quando: de 15 de outubro a 12 de novembro
Quanto: Gratuito
Evento no FB: www.facebook.com/events/1769498546676157

Mude o seu olhar. Veja o mundo de verdade. Informe-se. Questione-se. Inspire-se. Ouse Transformar!

Com mais de cem filmes na programação, muitos premiados em festivais do mundo inteiro, a quarta edição do Festival Internacional de Cinema Socioambiental PLANETA.doc será realizada de 15 de outubro a 10 de novembro em universidades, escolas e espaços culturais públicos de Santa Catarina e especialmente de Florianópolis. Toda a programação é gratuita.

Entre os espaços que irão sediar o evento estão o cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), Sapiens Parque, Centro de Eventos e auditório da reitoria da UFSC, Fundação Cultural Badesc e rede Cinesystem (Shopping Iguatemi), além de espaços diversos da cidade como o Circo da Dona Bilica, espaço Conexão, O Sítio, o Círculo Artístico Teodora e Sol da Terra.

Além da exibição de filmes e realização de debates, o evento contará com outras atividades, como o Planeta.doc Conferência que será realizado no dia 23 de outubro na UFSC e trará nomes de peso do mundo todo. O acesso é gratuito. Faça já sua inscrição no link http://bit.ly/2xuvKpR

O evento contará com cerca de 20 conferencistas nacionais e internacionais. O foco deste ano será “Bens Comuns, Lixo Zero e Cidades Humanas”. Às 14h, começa o bloco “Lixo Zero”, seguido de “Cinema e Meio Ambiente”. Às 19h, “Cidades Humanas, Cidades do Futuro”.

O PLANETA.doc estabelece no Brasil uma janela para exibição e premiação de documentários, programas de televisão e animações que revelem o avanço do conhecimento sobre o funcionamento da Terra como sistema vivo e promovam a reflexão sobre a sociedade contemporânea.

O festival lança o desafio de pensar a organização da sociedade atual de forma transdisciplinar para traçar linhas de reconexão que evidenciem a importância do papel do ser humano na condução do destino do planeta.

O Festival disponibiliza, para toda a rede de escolas públicas (municipais e estaduais) de ensino médio e fundamental, a Plataforma Planeta na Escola, permitindo a utilização dos filmes em sala de aula como ferramenta de educomunicação durante os anos 2017 e 2018.

Dia do Planeta abre a programação

O festival começa na próxima segunda-feira, 16 de outubro, com as ações do Dia do Planeta voltadas a alunos de escolas estaduais, municipais e privadas. Cerca de cinco mil estudantes de Florianópolis vão ter a oportunidade de participar de exibições e debates no Cinesystem Iguatemi, no cinema do CIC, na UFSC e no Sapiens Parque, até o dia 10 de novembro, e em exibições realizadas nas próprias escolas, como o Instituto Estadual de Educação.

Produto cultural totalmente patrocinado pelo Municipio de Florianopolis por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Modalidade Doação)
VENDA PROBIBIDA - ENTRADA GRATUITA

Patrocínio PLANETA.doc: Prefeitura de Florianópolis (Cultura, Esporte e Turismo) - Fundação Franklin Cascaes - Lei Municipal de Incentivo à Cultura

Apoio Cultural: Neoway Business Solutions e Digilab

Apoio institucional: UFSC, Udesc - Universidade do Estado de Santa Catarina, UNISUL - Universidade, Resort Costão do Santinho, ACATS, Fundação CERTI, Sapiens Parque, Centro De Inovação Acate - Primavera, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Embaixada da França no Brasil, Instituto Francés, Embajada de España en Brasil - Embaixada da Espanha no Brasil, Embaixada da Espanha e Escritório Cultural da Embaixada da Espanha no Brasil, Embaixada do Mexico, Fundação Cultural Badesc, Instituto Estadual de Educação (IEE), Comida do Amanhã

Parcerias: ONU-Habitat Brasil, Instituto Lixo Zero Brasil, Semana Lixo Zero Florianópolis, Ecozine Film Festival, Estácio, Fundação Cesgranrio, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Cineclube Presença, Cine Club Ipan, Aequo Sustentabilidade, TV UFSC, Projeto Guarani Serra Geral e UFSC Sustentável

Programação de atividades do Planeta.Doc

15/10 a 10/11 – Exibições gratuitas de cerca de 100 filmes socioambientais de todo o mundo, em vários espaços da cidade.

23/10 – PLANETA.DOC Conferência​, no Auditório Garapuvu da UFSC e intervenções no hall.

26 e 27/10 – Projeções especiais no Auditório da Reitoria da UFSC e intervenções no hall.

Mais informações e programação completa no site do festival www.planetadoc.com



Na última semana do festival PLANETA.doc em Floripa, as exibições serão no Centro Cultural Sol da Terra, no Cinekombi (itinerante), no cinema do shopping Iguatemi Florianópolis e no Sapiens Parque. As sessões são gratuitas e os filmes inesquecíveis. Confira a programação e aproveite!

>>> Cinema do shopping Iguatemi

Segunda-feira (6.11)

9h – “A lei da água” (Novo Código Florestal)
André D’Elia. Doc. BRA. 78’
O documentário discorre sobre as florestas e como elas são importantes para os recursos hídricos do Brasil. Através de entrevistas com ruralistas, ambientalistas, cientistas e agricultores, o documentário relembra a votação no Congresso do Novo Código Florestal e questiona seu impacto com opiniões divergentes. Além disso, problematiza as mudanças na legislação responsáveis por decidir o que deve ser preservado e o que pode ser desmatado nas propriedades rurais do Brasil.

Terça-feira (7.11)

9h – “Comercializando a natureza”
Denis Delestrac e Sandrine Feydel. Doc. FRA. 90’
O filme investiga a comercialização do mundo natural, onde proteger o planeta se tornou um grande negócio para empresas como Merrill Lynch e JP Morgan Chase. Investidores compram vastas áreas de terra, cheias de espécies ameaçadas de extinção, para lhes permitir vender créditos da natureza. Empresas cujas ações destroem o meio ambiente são obrigadas a comprar esses créditos e novos centros financeiros surgem, especializados neste tipo de comércio.

Quarta-feira (8.11)

9h – “O último oceano”
Peter Young . NZE. 88’
O Mar de Ross, um dos últimos mares intocados do planeta, está no centro deste documentário. O ecologista David Ainley pesquisa a região há mais de 30 anos, compilando a riqueza de seu ecossistema e o descreve como um “laboratório vivo”. O filme é resultado de seis anos de pesquisas, filmagens e atos ativistas.

Quinta-feira (9.11)

9h – “Disruption”
Kelly Nyks and Jared P. Scott. EUA. 52'
Através de uma investigação rigorosa para encontrar a resposta, "Disruption" tem um olhar firme para as consequências devastadoras da inação sobre as questões climáticas. O nos leva aos bastidores dos esforços para organizar a maior manifestação sobre clima na história do planeta.

20h – “Ame a natureza” (Sessão de encerramento do festival PLANETA.doc)
Sylvie Rokab. Doc. EUA. 76’
Narrado por Liam Neeson, o filme leva espectadores a uma jornada inspirada na beleza e intimidade da nossa relação com o mundo natural. E apesar da crise ambiental ameaçar a própria sobrevivência da nossa espécie, renovar a conexão com a natureza é a chave de uma nova era altamente avançada da evolução humana.

Sexta-feira (10.11)

9h – “Buscando sentido”
Nathanaël Coste e Marc De la Ménardière. Doc. FRA. 87’
O documentário conta a história de dois amigos de infância, Marc e Nathanaël, que decidiram largar tudo para iniciar uma jornada em busca da solução dos questionamentos sobre os caminhos do mundo. A jornada dos jovens pelos continentes serve para que eles repensem sua relação com a natureza, com a felicidade e com o sentido da vida.

>>> Sapiens Parque

Segunda-feira (6.11)

9h – “A praça pede passagem”
Fernando Ramos. Doc. BRA. 100’
O documentário debate a urgência da retomada dos espaços públicos nas cidades contemporâneas. Aborda também as origens de nosso caos urbano e os conflitos entre pessoas e carros.

15h – “Damocracy” e “Belo Monte: depois da inundação”
“Damocracy”
Todd Southgate. Doc. 35’
O diretor viaja dos cantos mais profundos da floresta amazônica no Brasil, para as montanhas e planícies férteis da Mesopotâmia, na Turquia e desconstrói o mito das barragens como a energia “verde”. Em foco, a discussão de dois projetos gigantescos: Belo Monte, no Brasil, e Ilisu, na Turquia.
“Belo Monte: depois da inundação”
Todd Southgate. Doc. 35’
O documentário relata a situação na cidade de Altamira, região em torno da Amazônia, após a construção de Belo Monte estar completa e e seu reservatório inundado. A primeira turbina da barragem foi testada no início de 2016.

18h30 – “Decrescimento: do mito da abundância à simplicidade voluntária”
Luis Picazo Casariego. ESP. 86’
Existe um mundo que já está chegando, o mundo do “ser”. Cada vez mais as pessoas reinventam seu modo de vida adaptando-o aos limites da biosfera.

Terça-feira (7.11)

9h – “Corações verdes: frente à mudança climática”
Laure Kervyn. ESP. 83’
Sete personagens vinculados ao movimento em Barcelona nos mostram a cara mais humana do ativismo, enquanto sete especialistas nos explicam a gravidade da mudança climática, suas diferentes causas e, também, suas soluções mais esperançosas.

15h – “Disruption”
Kelly Nyks e Jared P. Scott. EUA. 52’
Através de uma investigação rigorosa para encontrar a resposta, Disruption tem um olhar firme para as consequências devastadoras da inação sobre as questões climáticas. O nos leva aos bastidores dos esforços para organizar a maior manifestação sobre clima na história do planeta.

18h30 – “Crônica da demolição”
Eduardo Ades. BRA. 90’
No Centro do Rio de Janeiro, uma praça vazia com um chafariz seco e um estacionamento subterrâneo. Há quarenta anos ali ficava o Palácio Monroe, antiga sede do Senado Federal. Uma história de sabres e leões, militares e arquitetos, passado e futuro.

Quarta-feira (8.11)

9h – “Expedição Gran Rift: os guerreiros da chuva”
Geoffroy de La Tullaye e Loic de La Tullaye. FRA. 52’
Os exploradores Geoffroy e Loic decidiram percorrer o Rift Leste-africano, de Uganda até Israel, das fontes do Nilo até os países áridos do oriente Médio, para encontrar populações nômades e sedentárias. Foram mais de 13 mil quilômetros em cinco meses em busca da resposta para uma pergunta: há água suficiente na Terra para alimentar 9 bilhões de pessoas em 2050?

15h – “Buscando sentido”
Nathanaël Coste e Marc De la Ménardière. FRA. 87’
O documentário conta a história de dois amigos de infância, Marc e Nathanaël, que decidiram largar tudo para iniciar uma jornada em busca da solução dos questionamentos sobre os caminhos do mundo. A jornada dos jovens pelos continentes serve para que eles repensem sua relação com a natureza, com a felicidade e com o sentido da vida.

18h30 – “Plastificado”
Michael J. Lutman. ZAF, AUS, BRA, KHM, SGP e EUA. 48’
Produzido a bordo de uma expedição transatlântica, esse documentário mostra como o problema do lixo se estende até os lugares mais ermos do planeta através das correntes marítimas.

Quinta-feira (9.11)

18h30 - “Drone”
Tonje Hessen Schei. NOR. 78’
Há anos, sem que os EUA estejam em guerra contra o Paquistão, drones acionados a partir do deserto de Nevada provocam pesados danos e mortes, inclusive de muitos civis, naquele país. Ouve-se diversas famílias paquistanesas, ativistas de direitos.

Sexta-feira (10.11)

18h30 - “Desculpe pelo transtorno: a história do bar do chico”
Todd Southgate. BRA. 79’
Em Florianópolis, O Bar do Chico, pequeno e rústico à beira-mar, tornou-se o marco-zero na batalha de uma comunidade que luta para proteger os seus meios de subsistência e sua cultura.

>>> Sol da Terra

Quarta-feira (8.11)

20h – “O último oceano” e “Uma gota”
“O último oceano”
Peter Young. NZE. 88’
O Mar de Ross, um dos últimos mares intocados do planeta, está no centro deste documentário. o ecologista David Ainley pesquisa a região há mais de 30 anos, compilando a riqueza de seu ecossistema e o descreve como um “laboratório vivo”. resultado de seis anos de pesquisas, filmagens e ativismo.
“Uma gota”
Márcio Gerba. BRA.
O documentário aborda a responsabilidade individual sobre o consumo e o descarte de materiais, retirada de resíduos em locais de difícil acesso, um grande problema chamado microlixo e seu impacto direto na morte de animais, a luta pela preservação dos oceanos e o que podemos fazer para mudar essa realidade.

>>> Cinekombi

Quarta-feira (8.11), às 20h

Local: Rádio Comunitária Campeche 98.3 FM
Filme: Ecos de um futuro Brasil”. Dener Giovanini. BRA. 84′
Uma breve viagem no túnel do tempo. 25 anos. Período curto na história de qualquer país, porém de grandes transformações no pensamento ambiental brasileiro. O documentário pretende resgatar esse passado recente, rico em experiências, acertos e erros e propor uma visão dos próximos desafios ambientais do Brasil.

Quinta-feira (9.11), às 20h

Local: Núcleo EJA Centro II – Escola Silveira de Souza
Sessão de curtas

Sábado (11.11)

14h - na Feira de Oportunidades/CRAS Canasvieiras na Comunidade
19h30, na Ponta do Coral, na avenida Beira-Mar Norte, durante a Novembrada Cultural Da Ponta Do Coral
Em ambos eventos, haverá sessões de curtas

Domingo (12.11), às 19h

Local: Feira de Cacarecos da Armação
Sessão de curtas
4º Festival Internacional de Cinema Socioambiental Planeta.Doc


Categorias: Novembro 2017
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 16 Dezembro 2017 Tour Gratuito Côza Nossa - Centro Históric... >> Especiais / Outros
até 16 Dezembro 2017 Tour Gratuito Côza Nossa - Coqueiros Histó... >> Especiais / Outros
até 16 Dezembro 2017 5º Festival de Fotografia Floripa na Foto ... >> Especiais / Outros
até 20 Dezembro 2017 Palestra gratuita sobre fotografia básica ... >> Educação / Cursos


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar