FaceBook Instagram Twitter


Observatório da UFSC realiza observações dos fenômenos astronômicos de 2020 - SUSPENSAS



Quando: 08 Abril 2020, quarta-feira
Onde: Observatório Astronômico (ao lado do Planetário), UFSC
Endereço: Av. César Seara, 155 - Carvoeira
Quanto: Gratuito

O ano de 2020 estará repleto de fenômenos astronômicos para observar no céu como eclipses solar e lunar, conjunções, máximas elongações e super-Luas!

Todos estos eventos astronômicos super interessantes poderão ser observados através dos telescópios no Observatório da UFSC, que ao longo do ano realiza as observações abertas do céu noturno todas as quartas-feiras, observações agendadas do Sol e também sessões especiais para observação dos fenômenos astronômicos.

As sessões de observação ao telescópio são gratuitas e abertas ao público em geral e só acontecem se as condições meteorológicas permitirem. Caso o céu esteja muito nublado a atividade estará automaticamente cancelada.

O Observatório Astronômico da UFSC localiza-se no Bosque do CFH (Centro de Filosofia e Ciências Humanas), ao lado do Planetário da UFSC, atrás do Restaurante Universitário (RU).

Confira abaixo o cronograma dos fenômenos astronômicos que poderão ser observados no Observatório da UFSC ao longo do ano de 2020. Mais informações sobre cada um dos eventos serão postadas na página conforme a data de cada um for se aproximando.

Agora é torcer pro tempo estar bom e o céu limpo na região para conseguir visualizar esses lindos fenômenos da natureza.

Eventos astronômicos de 2020


Super-Lua – 9 de março
Observação no Observatório da UFSC: na noite de 9 de março (segunda-feira) e partir do pôr do Sol.

A super-Lua ocorre quando, simultaneamente, a Lua se encontra na sua fase cheia, isto é, quando ela está oposta ao Sol em relação à Terra, e quando ela se encontra mais próxima da Terra em sua órbita elíptica. Durante a super-Lua, nosso satélite natural estará relativamente maior e mais brilhante do que o normal.

No dia 9 de março teremos a primeira superlua, das três que ocorrem este ano, que será uma das maiores e mais brilhantes Superluas do ano de 2020, pois estará numa das menores distâncias em relação a Terra. A distância do planeta nessa próxima Superlua será 357.100 quilômetros. De acordo alguns cientistas, ela poderá parecer até 14% maior do que o normal. Depois disso, a próxima Superlua acontecerá no dia 8 de abril, quando terá uma distância da terra de 356.900 quilômetros.

O fenômeno poderá ser observado no Observatório da UFSC na noite de 9 de março (segunda-feira) e partir do pôr do Sol.

Máxima elongação de Vênus – 25 de março
Observação no Observatório da UFSC: no começo da noite da observação de quarta-feira, 25 de março.

Na semana do dia 25 de março, nosso planeta vizinho Vênus estará na sua máxima elongação, ou seja, em uma posição de sua órbita que o faz mais distante possível do Sol do nosso ponto de vista. Em termos práticos, isso significa que poderemos ver o planeta significativamente acima do horizonte, sem que árvores ou construções obstruam a observação do astro. A observação de Vênus ocorrerá no começo da noite da observação de quarta-feira, 25 de março.

Super-Lua – 8 de abril & 6 de maio
Observação no Observatório da UFSC: no começo das noites das quartas-feiras, 8 de abril e 6 de maio

Quem perdeu a chance de observar a primeira super-Lua do ano em 9 de março, terá outras duas chances nas quartas-feiras 8 de abril e 6 de maio! Portanto, teremos duas oportunidades de ver uma superlua num espaço de apenas um mês, praticamente.

Máxima elongação de Mercúrio – 3 de junho
Observação no Observatório da UFSC: no começo da noite da quarta-feira, 3 de junho

O planeta Mercúrio, mais próximo do Sol no Sistema Solar, estará em sua máxima elongação na semana do dia 3 de junho e teremos a possibilidade de observá-lo através dos telescópios no começo da noite da quarta-feira, 3 de junho.

Eclipse lunar penumbral – 5 de julho
Observação no Obser vatório da UFSC: não haverá sessão

No domingo, 5 de julho, a Lua estará passando por um eclipse penumbral que poderá ser visualizado na América do Sul. Por ser em um domingo, não estaremos observando no Observatório, mas você pode apreciar o fenômeno a olho nu sem grandes problemas. Um eclipse penumbral ocorre quando a Lua passa pela sombra parcial da Terra, chama de penumbra, fazendo com que a Lua escureça levemente.

Júpiter em oposição – 15 de julho

Na semana do dia 15 de julho, o Planeta Júpiter, o maior do Sistema Solar, estará em oposição à Terra, o que significa que ele estará na posição mais próxima da Terra em sua órbita, na direção oposta ao Sol (de onde vem o nome do fenômeno). É como se fosse um “Júpiter cheio”, porém o efeito que isso tem para nós é que o planeta estará maior do nosso ponto de vista. Poderemos observar Júpiter com suas luas e faixas da sua atmosfera com mais detalhes através dos telescópios!

Saturno em oposição – 22 de julho

Uma semana depois de Júpiter, o planeta que estará em oposição será Saturno. Similarmente, o planeta dos anéis estará maior do nosso ponto de vista, e poderemos visualizar este belo planeta com mais detalhes.

Netuno em oposição – 9 de setembro

O próximo planeta a ficar em oposição nesse ano será o mais distante do Sistema Solar: Netuno. O gigante gasoso azulado estará na sua posição mais próxima da Terra, e com telescópios potentes, como os disponíveis no Observatório da UFSC, será possível observar um pequeno ponto azul, o que não deixa de ser uma experiência fantástica!

Máxima elongação de Mercúrio – 30 de setembro

Na semana do dia 30 de setembro, Mercúrio estará novamente em sua máxima elongação, e poderemos vê-lo um pouco acima do horizonte através dos telescópios!

Marte em oposição – 14 de outubro

Quem estará em oposição dessa vez é o nosso vizinho Marte! Na semana de 14 de outubro poderemos observar o planeta com maior clareza de detalhes, devido à sua maior proximidade com a Terra.

Urano em oposição – 28 de outubro

Para completar a lista de planetas em oposição, na semana de 28 de outubro será Urano, o penúltimo planeta em distância ao Sol no Sistema Solar, que estará em sua maior proximidade em relação à Terra. Assim como com Netuno, poderemos ver um pequeno ponto azulado em meio às estrelas através dos telescópios.

Eclipse Penumbral da Lua – 30 de novembro

Na segunda, dia 30 de novembro, a Lua estará novamente passando pela penumbra da Terra, e através dos telescópios poderemos vê-la um pouco mais escura que o habitual.

Eclipse solar parcial – 14 de dezembro

No dia 14 de dezembro de 2020, uma segunda-feira, ocorrerá um eclipse solar total, mas ele só poderá ser visto em sua completeza no sul do Chile e na Argentina. No Brasil, esse eclipse será observado como um eclipse parcial, sendo que quanto mais ao sul estivermos, maior será a porção do Sol encoberto pela Lua. Em Floripa o fenômeno se inicia às 12:30 e vai até 15:15.

Rara conjunção de Saturno e Júpiter – 21 de dezembro

Para finalizar o ano com chave de ouro, no dia 21 de dezembro de 2020, um raro fenômeno poderá ser visto nos céus: a conjunção de Júpiter e Saturno! Para se ter uma ideia, os dois gigantes gasosos estarão tão próximos no céu que teremos a possibilidade de vê-los juntos mesmo através da ampliação dos telescópios!
Observatório da UFSC realiza observações dos fenômenos astronômicos de 2020 - SUSPENSAS


Categorias: Programação, Educação / Cursos
Deixe seu comentário!







Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 07 Abril 2020 Inscrições para 1.791 vagas em 56 cursos gratuitos de qualificação profissional


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar