FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Junho 2016
Ciclo de Cinema Brasileiro e Política exibe filmes sobre ditadura militar



Quando: 23 Junho 2016, quinta-feira, às 19 horas
Onde: Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), UFSC
Quanto: Gratuito

O Ciclo de Cinema Brasileiro e Política inicia no dia 29 de abril as exibições mensais de filmes sobre a situação política no período da ditadura militar no Brasil. O primeiro filme exibido será Jango, do diretor Silvio Tendler. Os encontros serão realizados no miniauditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC, sempre às 19h. Evento é gratuito e aberto à comunidade geral.

O projeto é organizado pelo curso de Filosofia da UFSC, com orientação da professora Mariana Paolozzi. O objetivo é causar uma reflexão filosófica sobre a política brasileira e ditadura por meio da exibição de filmes e documentários.

Programação

29 de abril - Jango de Silvio Tendler (1984)
Sinopse: Um relato da vida política brasileira dos anos 60, tendo como fio condutor a biografia do presidente João Goulart. Sua ascensão e queda até a morte no exílio são reconstituídas a partir de material de arquivo e entrevistas com personalidades como o ministro Afonso Arinos de Melo Franco, o general Antonio Carlos Muricy, Leonel Brizola, Celso Furtado e Frei Betto, entre outros.

20 de Maio - O que é isso companheiro? de Bruno Barreto (1997)
Sinopse: Embora ficcionalize passagens e personagens, a adaptação de Bruno Barreto para o livro de Fernando Gabeira, que narra o sequestro do embaixador americano no Brasil por grupos de esquerda, tem seus méritos. É uma das primeiras produções de grande porte sobre a época da ditadura, tem um elenco de renome que chamou atenção para o episódio e ganhou destaque internacional, sendo inclusive indicado ao Oscar.

23 de Junho - Documentário "Orestes" (2015), de Rodrigo Siqueira será exibido nesta quinta-feira, 23 de junho, às 19h, no miniauditório do CFH, com comentários do professor Nazareno Eduardo de Almeida. Mais informações no blog do projeto ou na página do evento no Facebook: www.facebook.com/events/1622667508060875
Sinopse: Orestes é uma adaptação da tragédia grega, de Ésquilo, para a realidade brasileira. Com um júri simulado e uma série de psicodramas, Orestes coteja dois momentos da nossa história: a ditadura militar dos anos 1970 e o presente, da violência policial.

- Cidadão Boielesen de Chaim Litelsky (2001)
Sinopse:O documentário conta a história do empresário Boilesen era um cidadão marcado pelas ambiguidades e paradoxos típicos dos seres humanos. O filme debate fartamente o hábito do empresário de assistir as sessões de tortura, confirmado por testemunhos de militares e militantes da época.

- Cabra Marcado pra Morrer de Eduardo Coutinho (1984)
Sinopse:A história deste filme equivale, de certa forma, à história da própria ditadura militar brasileira. Eduardo Coutinho rodava um documentário sobre a morte de um líder camponês em 1964, quando teve que interromper as filmagens por causa do golpe. Retomou os trabalhos 20 anos depois, pouco antes de cair o regime, mesclando o que já havia registrado com a vida dos personagens duas décadas depois. Obra-prima do documentário mundial.

- Hoje de Tata Amaral (2011)
Sinopse:Os fantasmas da ditadura protagonizam este filme claustrofóbico de Tata Amaral. Denise Fraga interpreta uma mulher que acaba de comprar um apartamento com o dinheiro de uma indenização judicial. Cíclico, o filme revela aos poucos quem é a protagonista, por que ela recebeu o dinheiro e de onde veio a misteriosa figura que se esconde entre os cômodos daquele apartamento. Denise Fraga surpreende num papel dramático.

- Anos JK de Silvio Tendler (1980)
Sinopse:O filme conta a trajetória do presidente brasileiro Juscelino Kubitschek, desde sua estréia como político, passando pela construção de Brasília e indo até a perda dos direitos políticos.

- Ano em que meus pais saíram de férias de Cao Hamburger (2004)
Sinopse: Cao Hamburger, conhecido por seus trabalhos destinados ao público infantil, usa o olhar de uma criança como fio condutor para este delicado drama sobre os efeitos da ditadura dentro das famílias. Estamos no ano do tricampeonato mundial e o protagonista, um menino de doze anos apaixonado por futebol, é deixado pelos pais, militantes de esquerda, na casa do avô. Enquanto espera a volta deles, o garoto começa a perceber o mundo a sua volta.

- Mostra de Curtas:

- Manhã Cinzenta (Olney São Paulo, 22min);
Sinopse: Em plena vigência do AI-5, o cineasta-militante Olney São Paulo dirigiu este filme, que se passa numa fictícia ditadura latino-americana, onde um casal que participa de uma passeata é preso, torturado e interrogado por um robô, antecipando o que aconteceria com o próprio diretor. A ditadura tirou o filme de circulação, mas uma cópia sobreviveu para mostrar a coragem de Olney São Paulo, que morreu depois de várias sessões de tortura, em 1978.

- Maranhão 66 (Glauber Rocha, 10min)
Sinopse: A pedido do então governador eleito e amigo José Sarney (então com 35 anos), Glauber Rocha produziu um documentário sobre a cerimônia da posse do político em ascensão da UDN/ARENA em 1966, dois anos depois do golpe militar de 1964. A posse de Sarney, em 1966, marcava o início da domínio político de sua família no Maranhão, interrompido somente em 1º de janeiro de 2007, com a posse de Jackson Lago no Palácio dos Leões. Ante o discurso de posse de Sarney e a celebração da multidão com o novo governo, o documentário expõe a miséria da população maranhense. Enquanto Sarney, em um exercício retórico, se comprometia solenemente a acabar com as mazelas do estado, o filme mostrava as mesmas: casas miseráveis, hospitais infectos, vítimas da fome ou datuberculose.

- Entre Imagens (Intervalos) (Andre Fratti Costa e Reinaldo Cardenuto, 2016,) (A CONFIRMAR)

Ciclo de Cinema Brasileiro e Política exibe filmes sobre ditadura militar


Categorias: Junho 2016
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 22 Junho 2018 Make Music Day terá aulas gratuitas de sete modalidades na Escola de Música Rafael Bastos
até 22 Junho 2018 Sala Verde UFSC promove atividades gratuitas
até 22 Junho 2018 Inscrições para 1.937 vagas em 49 cursos gratuitos técnicos e Proeja do IFSC
até 20 Julho 2018 12ª Feira de Artes Entremostras abre inscrições


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar