FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Maio 2017
Apresentação gratuita da Opereta "La Serva Padrona" com Camerata Florianópolis



Quando: 01 Maio 2017, Segunda-feira, às 16 horas
Onde: Ginásio de Esportes do Centro de Educação Popular CEDEP
Endereço: Rua Frei Fabiano de Cristo, S/N - Monte Cristo
Quanto: Gratuito

No próximo dia 1º de maio, às 16h, a Camerata Florianópolis em parceria com o Instituto Pe. Vilson Groh apresenta a Opereta em 2 atos de G. B. PERGOLESI "La Serva Padrona", no Ginásio de Esportes do CEDEP, no bairro Monte Cristo, com entrada gratuita.

Com a regência do maestro Jeferson Della Rocca, direção cênica de Sulanger Bavaresco e produção de Maria Elita Pereira, a apresentação conta com a participação do barítono Douglas Hahn, soprano Alicia Cupani e ator Sergio Bellozupko.

Regência JEFERSON DELLA ROCCA
Direção Cênica SULANGER BAVARESCO
Produção MARIA ELITA PEREIRA

Eelenco
ALICIA CUPANI – Serpina
DOUGLAS HAHN – Uberto
SÉRGIO BELLOZUPKO – Vespone

LA SERVA PADRONA
La Serva Padrona é considerada o primeiro grande exemplo histórico de ópera buffa (cômica). Em 28 de Agosto de 1733, no Teatro San Bartolomeo de Nápoles, Giovanni Battista Pergolesi estreava sua nova ópera séria, Il Prigionier Superbo. Para preencher os intervalos, escreveu La Serva Padrona. Não demorou para que Il Prigionier desaparecesse do repertório, completamente ofuscado pelo sucesso da comédia. Foi um fato novo: La Serva destacou-se da ópera séria, ganhou vida própria e passou a ser representada isoladamente, para alegria do público e principalmente dos empresários, que lotavam teatro após teatro com um investimento mínimo em cenário, além de um elenco reduzido a apenas três pessoas, um baixo (Uberto), um soprano (Serpina) e um ator mudo (Vespone). Uma característica destas montagens é a estrutura reduzida, nada de cenários com falsa perspectiva, nada de máquinas e efeitos cênicos espetaculares. A obra é composta por dois atos. No primeiro, Uberto, um solteirão, confronta-se com o comportamento arrogante de Serpina, sua criada, que pretende ser tratada como patroa. Desesperado, Uberto pede a Vespone que lhe arranje uma noiva. Serpina aprova, mas entende que é com ela que o patrão deve casar-se, e que deve desde já ser tratada como patroa. O primeiro ato termina com um duetto em que Serpina tenta convencer Uberto a casar com ela, invocando todas as suas qualidades. No segundo ato, Serpina, com a colaboração forçada de Vespone, e a fim de conquistar Uberto, inventa um pretendente: o temível capitão Tempesta (representado pelo próprio Vespone), que supostamente exige um dote para casar com Serpina. Se não o receber, não casará, e se então Uberto não se casar com a criada, matará os dois. Uberto aceita casar e Vespone tira o bigode de disfarce. Uberto e Serpina acabam por confessar o seu mútuo amor, e a criada alcança enfim o objetivo de se converter em patroa.

Alicia Cupani - soprano
Natural da Argentina, reside em Florianópolis. Aperfeiçoou-se em canto lírico com Neyde Thomas (Curitiba) e Liborio Simonella (Buenos Aires). Como solista tem se apresentado em diversas óperas; obras sacras e recitais de câmara. Em 2009 recebeu o Prêmio Franklin Cascaes de Cultura, pelo seu recital Imagens de Ópera. É professora de canto da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), com mestrado em Musicologia. Em 2013, recebeu o Prêmio Edino Krieger – Personalidade Musical do Ano – concedido pela Academia Catarinense de Letras e Artes. Recentemente participou da montagem da ópera Le Nozze di Figaro no papel de Cherubino no Teatro Municipal de Chapecó.

Douglas Hahn - barítono
Natural de Joinville/SC teve sua formação com Rio Novello e Neyde Thomas em Curitiba/PR. Fez sua estreia em Florianópolis em 1996 com a ópera Il Guarany e no ano seguinte estreou no Theatro Municipal de São Paulo iniciando assim sua trajetória nos mais importantes teatros e salas de concertos do Brasil e América do Sul. Recentemente recebeu o Troféu Aldo Baldin pela Pró Música de Florianópolis. Destacam-se em seus últimos trabalhos: estreia na Sala São Paulo junto a OSESP com a Oitava Sinfonia de Mahler; estreia no Teatro Colón de Buenos Aires com Un Ballo in Maschera; Teatro Amazonas em Manaus com L’amore deitre rè. Iniciou a temporada2015 no Theatro São Pedro-SP com a ópera L’amore dei tre rè e Falstaff; Le Nozze di Figaro no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

A Camerata Florianópolis
A Camerata Florianópolis foi fundada em 1994 pelo maestro Jeferson Della Rocca e desde 1998 conta com a produção executiva de Maria Elita Pereira. Este ano realiza sua 23ª Temporada de Concertos, marcadas por ininterruptas atividades e ocupando sistematicamente um importante espaço na agenda cultural da capital de nosso Estado. A orquestra sempre voltada às questões sociais, contribuiu para a democratização do acesso a espetáculos eruditos (Concertos nas Comunidades e Turnês pelo interior de SC) e implantou os projetos educacionais Educando com Música e Música e Cidadania. Obteve grande êxito em seus concertos por diversas cidades da Europa (França, Espanha, Alemanha e Itália). Participou das óperas Carmen, Cavalleria Rusticana, A Flauta Mágica, O Empresário, Rigoletto, La Traviata, Elisir D’Amore, La Serva Padrona, As Bodas de Fígaro e O Barbeiro de Sevilha. Além do repertório camerístico vem se destacando também pelo trabalho sinfônico, MPB, jazz e rock. Gravou Onze CDs e dois DVDs, entre os quais: Clássicos com Energia, Tributo à MPB, Edino Krieger, Santa Catarina (Alberto Heller e Kleber Alexandre) e A Arte do Improviso “In Jazz”. Gravou trilhas para vídeos institucionais e cinema. No campo da música Popular, tem realizado concertos com importantes artistas brasileiros como Lenine, Toquinho, Daniel e Daniela Mercury, sendo que obteve destaque internacional com seu show em conjunto com o guitarrista Steve Vai na edição 2015 do Rock in Rio. Reconhecida ainda pela valorização da arte popular, formação de plateia, aperfeiçoamento contínuo dos artistas locais e incentivo à composição erudita contemporânea. Dentre outros, recebeu em 2011 o Prêmio Franklin Cascaes de Cultura da Prefeitura Municipal de Florianópolis, em 2012 a Medalha Mérito Cultural Cruz e Souza do Governo do Estado de Santa Catarina e em 2015 recebeu o “Prêmio Edino Krieger” como “Destaque Musical do Ano” da Academia Catarinense de Letras e Artes. Apresentação gratuita da Opereta "La Serva Padrona" com Camerata Florianópolis

Categorias: Maio 2017
Deixe seu comentário!
comentários







Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 29 Maio 2017 Semana do Meio Ambiente da UFSC 2017 tem p... >> Educação / Cursos
até 29 Maio 2017 Projeto Capoeira da Ilha promove aulas gra... >> Esportes
até 29 Maio 2017 Oficina gratuita de arte-animação "Re... >> Educação / Cursos
até 30 Maio 2017 "Poéticas Diaspóricas" com minic... >> Cinema Gratuito
até 31 Maio 2017 Bem-Estar Animal retoma castração gratuita... >> Especiais / Outros
até 03 Junho 2017 Passeio Noturno "Floripa Misteriosa&q... >> Especiais / Outros
Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter
Buscar