FaceBook Instagram Twitter


Coronavírus: Florianópolis pode liberar o transporte coletivo no dia 1º de junho



Quando: a partir de 1° de junho de 2020
Onde: Grande Florianópolis

CORONAVÍRUS - COVID-19


O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), disse em live nesta sexta-feira, 22 de maio, que o transporte coletivo pode ser liberado em 1º de junho. No entanto, a liberação depende também do governo do Estado – decreto estadual do dia 30 de abril proíbe a circulação por tempo indeterminado e também suspende as aulas presenciais e eventos em geral.

Gean disse que a liberação depende da evolução do número de infectados pelo novo coronavírus (Covid-19) na cidade. Para que haja a liberação, segundo o prefeito, a quantidade de contaminados tem de se manter baixa.

De acordo com o último boletim de quinta-feira (21/05) divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, Florianópolis tem 640 casos confirmados e sete mortes em razão do vírus.

Em relação ao número de recuperados, de acordo com dados da própria prefeitura, são 564 pessoas. Outros 2.840 casos foram descartados e 1.516 aguardam resultado de exames.

“O governo do Estado apresentou dados. A Grande Florianópolis poderia ter a liberação no dia 1º. As outras atividades terão que esperar mais. Não vencemos a guerra. Se nós relaxarmos, a contaminação pode voltar com força total em Florianópolis”, disse o mandatário.

O prefeito disse que, caso haja a liberação, devem ser adotadas medidas de controle em terminais e dentro dos ônibus. “Quando o transporte voltar, teremos regras muito fortes de controle”, garantiu.

Gean defendeu que não dá pra haver aglomerações dentro do transporte, por isso, os horários do comércio vão precisar ser alterados. Além disso, adiantou que o empresariado da cidade será convocado a uma reunião onde serão explicadas as necessidades de mudanças no horário de funcionamento de estabelecimentos. “O horário da cidade não vai poder ser o normal. Se todo mundo chegar ao mesmo tempo, e sair ao mesmo tempo nesses horários, os ônibus vão estar lotados”, observou.

A liberação de aulas presenciais e eventos também foi citada pelo prefeito. Segundo ele, caso se mantenha o quadro de controle da doença na cidade, essas atividades podem ser liberadas. Contudo, Gean não estabeleceu uma data. A medida também depende do aval do governo do Estado, já que sempre vale o decreto mais restritivo.

O prefeito pediu, reiteradamente, que as pessoas usem máscaras de proteção contra a doença e que permaneçam em casa, se possível.

Painel da transparência

Na live, Gean anunciou o lançamento da plataforma Covidômetro para a próxima semana, com dados atualizados sobre a evolução da Covid-19 na Capital. São informações sobre o número de casos confirmados, em análise, recuperados, internações e óbitos.

O Covidômetro disponibiliza ainda uma escala com a situação atual da cidade em relação ao vírus. Os níveis são divididos em: controlado, baixo risco, moderado, alto risco e altíssimo risco.

A plataforma mostra o número de casos confirmados da doença nos bairros por meio de um mapa de calor. Locais com maior número de casos têm a cor vermelha, moderado com amarelo e o verde para um número mais baixo.

Outra funcionalidade do Covidômetro é a transparência de dados sobre compras e licitações da prefeitura na aquisição de equipamentos ou serviços para o combate ao vírus. Segundo Gean, todos os contratos estarão ali presentes.

Coronavírus: Florianópolis pode liberar o transporte coletivo no dia 1º de junho


Categorias: Especiais / Outros
Deixe seu comentário!







Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 19 Maio 2020 Prefeitura de Florianópolis lança plataforma digital com mais de 10 mil vagas em cursos online gratuitos


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar