FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Março 2015
Espetáculo “Incêndios”, com Marieta Severo



Quando: 20, 21 e 22 de março
Onde: Teatro Ademir Rosa (CIC)
Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica
Quanto: R$70 inteira e R$35 meia-entrada

Protagonizado por Marieta Severo e Vencedor de 19 Importantes Prêmios Nacionais, "Incêndios" inicia sua Turnê 2015

Após duas passagens pelo Rio de Janeiro, onde permaneceu oito meses em cartaz com sessões lotadas e ingressos esgotados com mais de um mês de antecedência e uma temporada de 4 meses no Teatro FAAP, e 3 sessões no Auditório Ibirapuera, "Incêndios” começa em março sua turnê e chega a Florianópolis com apresentações no Teatro Ademir Rosa (CIC) nos dias 20, 21 às 21h e 22 de março às 20h.

Protagonizado por Marieta Severo e dirigido por Aderbal Freire-Filho, vencedor do prêmio Shell de Melhor Direção pelo trabalho, o espetáculo foi recordista de indicações ao prêmio APTR, tendo conquistado quatro das dez categorias nas quais concorreu (Espetáculo, Atriz: Marieta Severo, Atriz Coadjuvante: Kelzy Ecard e Cenografia: Fernando Mello da Costa).

Primeira montagem brasileira do autor libanês Wajdi Mouawad, apontado como um dos grandes nomes da dramaturgia contemporânea, o espetáculo também foi contemplado com o Prêmio Questão de Crítica de Melhor Ator pela atuação de Marcio Vito, Prêmio CENYM: Melhor espetáculo, Melhor direção: Aderbal Freire-Filho, Melhor Texto Adaptado: Ângela Leite Lopes, Melhor atriz : Marieta Severo, Melhor atriz coadjuvante: Kelzy Ecard, Melhor Montagem Brasileira de uma Obra Original Estrangeira e Prêmio Botequim Carioca Melhor Atriz: Marieta Severo, Melhor Ator Coadjuvante: Isaac Bernat, entre outros.

A escrita de Wajdi Mouawad é marcada por situações devastadoras: guerras, exílios, perdas e injustiças. Não à toa, ‘Incêndios’ (2003) é o título de seu mais celebrado espetáculo, com dezenas de prêmios, elogiadas produções ao redor do mundo e um longa-metragem homônimo, dirigido por Denis Villeneuve e indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Apontado como um dos grandes nomes da dramaturgia contemporânea, o autor libanês se tornou conhecido pela plateia brasileira com a versão nacional de ‘Incêndios’, em montagem de Aderbal Freire-Filho, protagonizada por Marieta Severo e produzida por Maria Siman/Primeira Página Produções em parceria com Marieta Severo e e com o ator Felipe de Carolis.

A engenhosa carpintaria de Mouawad despertou a atenção de Marieta Severo para a saga da árabe Nawal, cuja vida é atravessada por décadas de uma guerra civil que parece nunca ter fim. Ela passa seus últimos anos em voluntário exílio no Ocidente, onde morre e deixa em testamento uma difícil missão para seu casal de filhos gêmeos (Felipe de Carolis e Keli Freitas): encontrar o pai e também um irmão perdido em seu remoto passado no Oriente.

"É a história de três destinos que buscam suas origens, em uma tentativa de solucionar a equação de suas existências", resumiu Mouawad na apresentação da primeira montagem da peça. A trajetória da protagonista encontra paralelo na vida do autor, nascido no Líbano, mas radicado no Canadá desde a década de 80. Encenado com sucesso em 15 países, Incêndios chegou às mãos de Marieta e Aderbal através do ator Felipe de Carolis.

O jogo teatral e a tragédia contemporânea

Responsável por sublinhar o caráter assumidamente teatral de recentes montagens como ‘Jacinta’ (2012), ‘Hamlet’ (2008), ‘As Centenárias’ (2007) e ‘O Púcaro Búlgaro’ (2006), Aderbal se viu estimulado pela dramaturgia de Mouawad: ‘Os textos são altamente poéticos ao falar das tensões entre homem e sociedade. Mesmo situando os personagens e ações em um contexto real, a peça não localiza geograficamente a ação, apenas sabemos que se trata de Ocidente e Oriente, as cidades têm nomes inventados e datas de fatos históricos são modificadas’, comenta.

A conhecida adaptação cinematográfica da peça pode sugerir uma maior adequação da história ao cinema. No entanto, Aderbal acredita que o teatro é o meio de expressão ideal para Incêndios: Não só por ter sido concebida como uma peça de teatro e pela ilusão do teatro permitir mais liberdade ao entrelaçamento das ações, como também pelo fato do cinema ter abdicado de alguns valores importantes da peça original. Personagens e cenas fundamentais, por serem mais adequados ao teatro, foram cortados do filme, que nem por isso deixa de ser um grande filme, afirma o diretor.

Marieta interpreta a protagonista da juventude aos momentos finais, passando por episódios dramáticos, como a adesão à guerrilha, a incessante busca pelo filho perdido e as dificuldades de ser mulher na região. ‘É o desafio de fazer um épico, explorar as possibilidades deste gênero e interpretar as variadas idades e fases da personagem’, avalia a atriz. A seu lado, além de Felipe de Carolis e Keli Freitas, estão Márcio Vito, Kelzy Ecard, Fabianna de Mello e Souza, Isaac Bernat e Flávio Tolezani.

Crueldade e ternura em um contexto desumano

Ao longo do processo de ensaios, a produção organizou uma série de workshops para o elenco com historiadores, filósofos e especialistas em conflitos do Oriente Médio. Mesmo sem ter um local específico, o universo árabe é discretamente ambientado em cena, com ajuda dos figurinos de Antonio Medeiros e a cenografia de Fernando Mello da Costa, parceiro de longa data de Aderbal.

A concepção do espetáculo se vale da própria poética da cena para expressar as situações reais criadas pelo autor. ‘O palco infinito pode ir de um continente a outro e de um tempo a outro, desde que o conjunto da encenação desperte a imaginação do espectador e é isso que as atrizes e os atores de Incêndios têm como objetivo. Em um cenário de grande impacto plástico em sua simplicidade, o talento do elenco queima no mesmo fogo a realidade e a ilusão’, diz Aderbal.

Este é mais um incêndio entre os vários – literais e metafóricos – que acontecem durante a busca do casal de gêmeos pelo passado da mãe no outro lado do planeta. Ao se deparar com suas origens, eles veem o fogo da guerra – mesmo depois de seu fim – agir implacavelmente em suas vidas.

Mouawad constrói uma intrincada teia de relações, segredos e sentimentos. ‘’Incêndios’ não é propriamente uma peça sobre a guerra, mas sobre promessas que não são cumpridas, sobre tentativas desesperadas de consolo, sobre maneiras de se permanecer humano em um contexto desumano’, resumiu o autor após receber o Prêmio Molière pelo texto.

Prêmios recebidos pela montagem brasileira de "Incêndios"


Prêmio Shell - 2013
Melhor Direção: Aderbal Freire-Filho

Prêmio Questão de Crítica - 2013
Melhor Ator: Marcio Vito

Prêmio Faz Diferença – O Globo - 2013
Marieta Severo por Incêndios

Cariocas do Ano – Revista Veja 2013
Teatro: Marieta Severo, pela peça "Incêndios”

Prêmio APTR - 2013
Melhor Atriz: Marieta Severo
Melhor Cenografia – Fernando Mello da Costa
Melhor atriz coadjuvante – Kelzy Ecard
Melhor Espetáculo

Prêmio Botequim Cultural – 2014
Melhor ator – Isaac Bernat
Melhor atriz – Marieta Severo
Melhor espetáculo

Crítico da Veja São Paulo – Dirceu Alves Jr escolhe 05 melhores espetáculos de 2014
"Incêndios” está presente na lista (http://vejasp.abril.com.br/blogs/dirceu-alves-jr/2014/12/17/teatro-cinco-melhores-pecas-do-ano-2014-sao-paulo/)

Prêmio CENYM – 2014
Melhor Espetáculo
Melhor Diretor – Aderbal Freire-Filho
Melhor Atriz – Marieta Severo
Melhor Atriz Coadjuvante – Kelzy Ecard
Melhor Texto Adaptado – Angela Leite Lopes
Montagem Brasileira de Obra Original Estrangeira

Prêmio Arte Qualidade Brasil – 2014
Melhor Drama

Ficha Técnica
Tradução: Angela Leite Lopes

Direção: Aderbal Freire-Filho

Com Marieta Severo, Felipe de Carolis, Keli Freitas, Kelzy Ecard, Marcio Vito, Isaac Bernat, Flávio Tolezani
e Fabianna de Mello e Souza.
Cenografia: Fernando Mello da Costa

Iluminação: Luiz Paulo Nenen

Figurinos: Antonio Medeiros

Trilha Sonora: Tato Taborda


Direção de Produção: Maria Siman

Produção Executiva e Administração: Luciano Marcelo

Produtores: Maria Siman, Felipe de Carolis e Marieta Severo

Produtor associado: Pablo Sanábio

Idealização do Projeto: Felipe de Carolis
Realização: Primeira Página Produções, E_merge e Teatro Poeira

Duração: 120 minutos
Classificação etária indicativa: 14 anos

Incêndios é patrocinado por Banco Itaú. Os recursos foram captados através da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet Espetáculo “Incêndios”, com Marieta Severo

Categorias: Março 2015
Deixe seu comentário!
comentários







Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 14 Dezembro 2016 Inscrições para Projeto Verão Cultural CIC... >> Música
até 17 Dezembro 2016 Inscrições para oficinas gratuitas de comp... >> Educação / Cursos
até 25 Dezembro 2016 Inscrições abertas para o 4º Bazar Vegano ... >> Especiais / Outros
até 28 Maio 2017 Ironman Florianópolis 2017 abre inscrições >> Esportes
Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter
Buscar