FaceBook Twitter Google+
Início » Arquivo » Eventos de Abril 2018
Espetáculo teatral "Carmen"



Quando: 24 Abril 2018, terça-feira, às 20 horas
Onde: Teatro Governador Pedro Ivo
Endereço: Rodovia SC 401, 4600 - Saco Grande
Quanto: R$50 inteira e R$25 meia-entrada
Evento no FB: www.facebook.com/events/196604534284047

Após temporada de estreia em São Paulo, onde passou pelo Masp e Teatro Aliança Francesa, o Ministério da Cultura e Aliança Francesa de Florianópolis trazem ao estado a aclamada adaptação teatral de “Carmen”, que relata a história de uma das personagens mais conhecidas mundialmente, tanto nas páginas, quanto nas telas.

O clássico francês ganhou versão de Nelson Baskerville e traz no elenco a atriz Natalia Gonsales e o ator Flávio Tolezanie (que destacou-se recentemente ao interpretar o delegado na novela "O outro lado do Paraíso").

A peça será apresentada no 24 de abril, terça-feira, às 20h no Teatro Pedro Ivo em Florianópolis.

Carmen surgiu em 1845, do romance de Prosper Mérimée, e já passou das páginas dos livros aos palcos e destes, às telas: foi levada ao cinema por nomes como Charles Chaplin e Jean-Luc Godard, e ainda tornou-se uma das óperas mais populares de todos os tempos, criada pelo compositor francês Georges Bizet. Um legítimo clássico.

Na trama, Carmen e Dom José vivem uma trágica paixão. José narra o seu amor por Carmen e o motivo que o levou à prisão. Já ela, através da obliquidade dos olhos de seu amor, narra seu ponto de vista em relação a história.

Mas o sucesso da narrativa teve o seu preço. A figura esquiva e inconstante criada pelo autor francês foi perdendo espaço para uma “femme fatale”. Desta vez, o público conhecerá o mundo fascinante e perigoso da boêmia que se opõe às normas burguesas, sem temer a morte, fascinada pelo risco e capaz de prever o seu trágico destino.

“Este projeto tem como objetivo a montagem do espetáculo, o resgate dos principais personagens criados por Mérimée para que o público volte a se intrigar e querer decifrá-los. E assim, basear-se na literatura de Prosper Mérimé também permitirá que a construção cênica explore a cultura cigana numa linguagem contemporânea”, conta Natalia Gonsales.

Ainda que seja um clássico, contado e recontado nas mais variadas formas e gêneros, a dinâmica da dramaturgia criada por Luiz Farina, a partir da obra do Mérimée, não admite apenas uma interpretação. Carmen, também como narradora, relata os acontecimentos que levaram à sua tragédia. “E assim, a montagem tem como intuito não apenas encenar essa história, mas oferecer ao público elementos conflitantes e contraditórios de uma mesma realidade contados por duas pessoas com pontos de vista divergentes e que são surpreendidas pelo desejo e pela paixão”, comenta Flávio Tolezani.

Mas a pergunta recorrente que todos se fazem ao remontar a peça é: por que fazê-la? O diretor Nelson Baskerville responde: “Para mim, porque pessoas continuam morrendo por isso e precisamos recontar a história até que não sobre nenhuma gota de dor”.

Na atual encenação, que une o teatro, a dança e a música num único espetáculo, elementos clássicos como a dança flamenca, os costumes ciganos, a tauromaquia, entre outros, são ressignificados ao som de guitarras distorcidas, microfones e coreografias para que não reste dúvida de que se repetem as histórias tristes de amor e paixões destruidoras. “O ponto de vista que nos interessa é o de Carmen, a mulher assassinada, dentro de uma sociedade que pouco mudou de comportamento ao longo dos séculos, que aceitou brandamente crimes famosos cometidos contra mulheres como os de Doca Street, Lindomar Castilho e mais recentemente de Bruno, o goleiro. Crimes muitas vezes justificados pela população pelo comportamento lascivo das vítimas, como se isso não fosse aceito em situações invertidas relativas ao comportamento masculino. O homem pode. A mulher não. Nessa encenação Carmen morre não porque seu comportamento justifique qualquer tipo de punição, mas porque José é um homem, como tanto outros, doente como a sociedade que o criou”, completa Nelson Baskerville.

A peça é uma realização da Aliança Francesa de Florianópolis, Ministério da Cultura e Governo Federal. Conta com patrocínio da Engie Brasil Energia, através da Lei de Incentivo à cultura. Apoio Iguatemi Florianópolis e coordenação da Marte Inovação Cultural.

FICHA TÉCNICA DA PEÇA

Atuação: Natalia Gonsales e Flávio Tolezani | Direção: Nelson Baskerville | Criação Dramatúrgica: Luíz Farina | Direção de Movimento e Coreografia: Fernanda Bueno | Música Original: Marcelo Pellegrini | Iluminação: Marisa Bentivegna| Cenário: Marisa Bentivegna | Figurino: Leopoldo Pacheco | Assistente de figurino: Carol Badra | Designer Gráfico: Murilo Thaveira | Fotografia: Ronaldo Gutierrez | Direção de Produção: Cesar Baccan | Colaboração de Produção: Joana D'Aguiar | Realização: Bem Casado Produções Artísticas | Idealização: Natalia Gonsales e Flávio Tolezani |

Classificação indicativa: 16 anos
Duração: 70 min

Acessibilidade - Recurso de Audiodescrição via Rádio FM disponível.
Para acessar a audiodescrição o espectador deve levar consigo um smartphone com aplicativo de rádio FM e fones. A frequência é 103.0 FM e só alcança os limites do evento. Não são indicados rádios receptores de FM comuns.

Acessibilidade - Tradução Simultânea em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais

Pontos de venda: Teatro Pedro Ivo, TAC, CIC e Blueticket online em www.blueticket.com.br
Espetáculo teatral "Carmen"


Categorias: Abril 2018
Deixe seu comentário!





Cinema Gratuito
Exposições


Inscrições abertas
até 24 Julho 2018 Inscrições para minicurso gratuito de fotografia específico para jovens
até 25 Julho 2018 Sala Verde UFSC promove atividades gratuitas
até 08 Agosto 2018 Prefeitura abre 800 vagas em cursos profissionalizantes gratuitos para jovens


Curta nossa Fan-page
Siga-nos no Twitter


Buscar